A oralidade e suas formas - por Tania Dantas Gama

A oralidade e suas formas - por Tania Dantas Gama

A oralidade e suas formas 

 

Há muitas formas não linguísticas que auxiliam na composição do sentido expresso nas modalidades orais. Aqui cabe enumerá-las, segundo suas categorias: há as paralinguísticas (referentes às nuances da voz); há as cinésicas (representados pelas expressões corporais); posição dos interlocutores (posição em que se encontram, dentre outros); os fatores externos (indumentária, dentre outros) e a configuração do espaço (referente ao lugar onde ocorre a enunciação). O percurso percorrido pela voz até transformar-se em manifestação oral é complexo, uma vez que neste trajeto existem fatores internos que podem interferir no sentido, como a entonação da voz e o ritmo utilizado por ela. 

A língua não é um fenômeno estático. Está em constante movimento, recebendo interferências significativas do tempo e do espaço; por esta razão, sua natureza é mutável. Ela reflete as marcas individuais dos falantes, da sociedade da qual eles fazem parte. Dada a sua natureza dialógica, constrói contextos, constrói a humanidade, ao mesmo tempo em que se (re)constrói ininterruptamente.

 

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor