A personalidade - por Mauricio Duarte

A personalidade - por Mauricio Duarte

A personalidade

 

A tomada de consciência da personalidade transformou e pôs o homem em diferenciação primordial dos animais.  A frase “eu sou” parece simples e até boba para nós, contemporâneos das conquistas científicas e tecnológicas do século XXI.  Mas essa pequena frase representou a passagem da consciência do homem primitivo para o que conhecemos hoje como ser humano.  A diferença entre existir e ter a consciência de existir.

Essa mudança na condição de ser do homem se deu tanto no exterior quanto no interior.  No mundo intrapsíquico possibilitou um maior desenvolvimento do que chamamos de personalidade.  A persona, a máscara social.  A descoberta de Adão e Eva de que estavam nus no paraíso e a tentativa de esconder suas partes íntimas com folhagens diante de Deus.

Essa máscara é, na realidade, necessária ao amadurecimento pleno do indivíduo, seja nas instâncias física, sexual, espiritual e moral.  É a personalidade que facultará ao homem suas escolhas e permitirá no futuro – para muitos esse futuro nunca chega – transcender essa persona para encontrar seu verdadeiro eu, seu guia interior ou Deus, conforme a crença de cada um.

Porém como a criança precisa ser aculturada nas noções básicas das ciências e das linguagens em geral para num outro momento aprofundar seus estudos numa determinada área, também a personalidade precisa passar pela formação até que possa ser superada ou transcendida.  E não há queima de etapas nesse sentido.

O processo de individuação requer o conhecimento de si mesmo e já dizia um dos fundadores do movimento gnóstico, Clemente de Alexandria: “a maior de todas as disciplinas é a do conhecimento de si mesmo, pois quando um homem conhece a si próprio, conhece Deus.”

A personalidade para os artistas, escritores ou poetas é assunto a ser tratado com imenso carinho.  Porque é a personalidade cultivada, ou não, que irá refletir na sua obra de arte de maneira positiva ou negativa.  Se a personalidade de um artista vale a pena, certamente, a sua obra artística também valerá.

A transformação a partir da qual o homem velho morre e um homem novo, renascido, surge pode até – e provavelmente nunca chega mesmo – não acontecer para a maioria das pessoas.  Mas “manter a casa limpa” é tarefa primordial para qualquer um.  Condição sem a qual nenhuma transformação, transcendência ou superação é possível.  Portanto, cultive sua personalidade lendo bons livros, assistindo boas peças de teatro e filmes no cinema.  Escolha com cuidado o que preenche sua alma, seja em cultura, seja em qualquer campo do conhecimento.  A sua personalidade agradece.  Paz e luz.

 

Mauricio Duarte

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor