Amor Inútil - por Lígia Beltrão

Amor Inútil - por Lígia Beltrão

Amor Inútil

 

Inútil será sempre o meu desejo

Se tu não me amas como eu quero

Se mesmo tocando-me em arpejo

Não sentes o que de ti espero.

 

Bendito o amor que te tenho

Que me faz alegre sem saber

Que feliz contigo avenho

Sem pressa, sem razão e sem por que.

 

Será vão esse amor assim tão grande

Será inútil meu desejo e o sentimento?

Estou embriagada de amor e brande...

 

E vejo de repente um vazio, um tormento,

Para um peito perdido que não sabe aonde

Foi buscar por ti, tanto sentimento!

 

Lígia Beltrão

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor