Confissão - por Lígia Beltrao

Confissão - por Lígia Beltrao

Confissão                                                        

 

Subi aos céus e atravessei o mar

Galguei horizontes e do mundo o fim

Sei que um dia vamos nos lembrar

Que a ti me dei e te encontraste em mim.

 

E devagar fomos chegando

Como quem ia... Sem querer ir

Nossos desejos galopando

Num tropel de paixões a fluir.

 

Foi grandioso quando a ti me dei

Quando em teu abraço me envolvi

E no teu mar de amor me afoguei

E assim, de felicidade quase morri.

 

Mas tua boca sedenta ressuscitou

Todo o fogo que eu ainda tinha

E nossas bocas num só clamor

Atordoava-te e me enlouquecia.

 

E os dois corpos febris, felizes e suados,

Como ventos e tormentas desmedidas

Balançavam-se os dois entrelaçados

Com as sensações mais puras e atrevidas.

 

Chegamos nós à calmaria, enfim,

Como ao topo de um vulcão abrasador

E contigo perdido dentro de mim

Felizes e tontos quase morremos de amor.

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor