Duas palavras que atraem: MÃE e ímã - por Rogério Araújo - Rofa

Duas palavras que atraem: MÃE e ímã - por Rogério Araújo  - Rofa

Duas palavras que atraem: MÃE e ímã

 

Rogério Araújo (Rofa)

Colaborador d´O Jornal Batista

Escritor, jornalista e diácono da IB Neves, São Gonçalo, RJ

 

Eu li no livreto de meditações diárias “Pão Diário” sobre uma professora que da 2ª série do Ensino Fundamental que ensinava sobre o ÍMÃ e perguntou: “Meu nome tem três letras. Uma delas é M e tenho o acento TIL. Pego e ajunto coisas. Quem sou eu?” Ao receber os testes, ela se surpreendeu ao descobrir que quase metade dos alunos respondeu: MÃE.

            E não é verdade que toda mãe “ajunta muitas coisas”, sendo parecido em certo sentido com o ÍMÃ que, segundo significado na internet “metal composto por um polo de atração e outro de repulsão, sendo capaz de atrair e repelir outros metais (como o Magneto do filme “X-men”); algo ou alguém que provoca atração”. E essa pessoa não seria a MÃE?

            Toda mãe tem o dom de ajuntar sim. Não somente objetos espalhados pela casa, mas bem mais que isso: atrai a família, dando amor, carinho e compreensão. Dá conselhos e apoio que os filhos precisam, seja em que idade estiver. Quando criança, cuida da doença, quando adulto sempre dá um toque de esperança.

            Atrai com seu abraço gostoso e único que derrete até gelo do coração. E provoca lágrimas quando Deus a chama e não mais está presente na vida do filho fisicamente, mas apenas no coração eternamente.

“Honre a teu pai e a tua mãe, como o Senhor, teu Deus, te ordenou...” (Dt 5.16).

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor