É Doce - por Maria Estela Ximenes

É Doce - por Maria Estela Ximenes
É DOCE
 
Muita coisa pode ser  doce: a vida, a criança, o açúcar. São doces os pequenos deleites  da vida, como um  banho de chuva, colher uma fruta madura, abraçar um filhote de animal, olhar antigas fotografias. É doce a sensibilidade latente de um ser.
Uma pessoa torna-se doce com um gesto ou um genuíno sorriso, o sonho também é doce, porque não tem limites e momentos inesquecíveis da vida tem sabor de mel.
O doce pode estar no paladar, quando degustamos delícias açucaradas ou no pensamento, quando estamos felizes;  ser permeado de cores, que só os sentidos apurados são capazes de captar.
Existem doces lembranças, da infância  ou um milagre que a vida oferece. Doces tangíveis, chocolate, beijo, abraço. Doces abstratos,   esperança, alegria,  amor.
E se não fossem tantas as  amarguras do cotidiano,  tudo seria plenamente doce.    

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor