Haikais - por Conceição Oliveira

Haikais  - por Conceição Oliveira

Haikai(s)

E de novo as cinzas

 

O verde, muito verde
tomou chão e ar
o rubro veio a seguir

 

Novembro não terá flores

Outubro não tem água

os mortos aguardam

 

O vento se agiganta

pavio ardendo

cinza feia doendo

 

Escalda o outono

folha a folha voando

rostos molhados

 

A chama lavra

a impotência cresce

terra queimada.

 

O silêncio da chuva

penetra fundo

a terra arde

 

Ave tecendo a casa

abutre espreita a presa

silencio a dor

 

Voo a voo
o bando espavorido

asa a asa vai

 

Ninhos e penas

gritos libertos

crescem medos e preces

 

Primeiros pingos

as rosas calcinadas

o dia mostra.

 

 

Conceição Oliveira

 

In POEMÁRIO 2018, Pastelaria Studios, Outubro 2017

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor