Libertação - por Lígia Beltrão

Libertação - por Lígia Beltrão

                          LIBERTAÇÃO

 

          Não são jovens está ai a doce graça

Nem mais a cobre o véu da virgindade

Já conheceu do mundo a alegria e a desgraça

E tornou-se mulher em amor e divindade

 

Hoje recebe a mão firme que a enlaça

Diferente dos gestos da mocidade

Na vida tudo vem e logo tudo passa

Já agora são os gestos ternura e suavidade

 

Olham-se com o olhar agora em brasa

E ali espoca em fagulhas a verdade

         E felizes chegam ao infinito sem ter asa

 

         Vivem agora sem pudor, mas santidade.

Bebem os dois, o amor, na mesma taça,

Sem receios voam... Ó bendita liberdade!

 

 

                                    Lígia Beltrão

                                    08/01/2016

 

  

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor