Livro Didático na visão de uma educadora - por Tânia Dantas

Livro Didático na visão de uma educadora - por Tânia Dantas

Livro Didático: na visão de uma educadora

 

Vemos o livro didático não como um «vilão», mas sim como um «bom amigo»  do professor, se utilizado da maneira adequada, que, para nós, consiste na postura do professor em ser o autor de sua aula, aquele que procura conhecer os educandos e busca saber das necessidades de sua turma. Assim sendo, defendemos que o livro didático é uma das muitas ferramentas do profissional e que o professor, principalmente, pensando em suas condições objetivas de trabalho pode ter no livro didático um auxiliador para o desenvolvimento de suas aulas. Sendo assim, o livro pode ser uma das ferramentas utilizadas pelo professor em sua prática pedagógica, mas não a única. Concordamos com Lajolo (1996) quando afirma que é de fundamental importância que o professor seja o autor de suas aulas, pois o “pior livro pode ficar bom na sala de um bom professor e o melhor livro desanda na sala de um mau professor” (LAJOLO, 1996, p.6).

REFERÊNCIA:

LAJOLO, M. Livro didático: um (quase) manual de usuário. Em Aberto, Brasília, ano 16, nº 69, jan/mar, 1996.

 

Página da colunista

http://www.divulgaescritor.com/products/t%C3%A2nia-dantas-gama-colunista/

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor