Marly Ferreira - Entrevistada

Marly Ferreira - Entrevistada

por Giuliano de Méroe

 

Marly Ferreira, nasceu em 26 de Abril de 1957, em Volta Redonda /RJ. Cresceu lendo romances e aprendeu a amar a leitura quando ainda era criança. Membro da Academia de Artes,  Ciencias e Letras do Brasil. Licenciatura Plena em Ciências Físicas e Biológica, também Bacharel em Teologia com Especialização em Ciências da Religião, pela Faculdade de São Bento do RJ. 

Mãe de cinco filhos minha carreira como escritora veio a acontecer após ver os filhos criados e encaminhados na vida.

 

“Na minha infância não tive condições de passear nas minhas férias escolares, então quando as minhas amigas viajavam eu pedia os livros emprestados para ler, e como teria que devolvê-los quando elas retornassem eu fazia pequenos resumos dos livros que lia para mantê-los vivos na memória.”

 

Boa Leitura!

 

Divulga Escritor - Escritora Marly Ferreira, é um prazer contarmos com sua participação no projeto Divulga Escritor. Conte-nos, o que a motivou a ter gosto pela escrita?

Marly Ferreira -  Na minha infância não tive condições de passear nas férias escolares, então quando as minhas amigas viajavam eu pedia os livros emprestados para ler, e como teria que devolvê-los quando elas retornassem eu fazia pequenos resumos dos livros que lia para mantê-los vivos na memória. Com certeza a partir dali veio o gosto pela leitura juntamente com a desenvoltura na escrita.

 

Divulga Escritor - Observamos que a história dos seus livros se passa na cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Conte-nos o que mais a encanta e de que forma a literatura contribui para o desenvolvimento da cidade?

Marly Ferreira -  Toda transformação ocorrida não só na região, mas em todo país. Na década de quarenta foi implantado ao Sul Fluminense do Estado do Rio o marco de passagem do Brasil rural para o Industrial. A construção da maior Companhia de Siderurgia da América Latina, a CSN, as margens do Rio Paraíba do Sul, mais especificamente entre o eixo Rio, São Paulo e Minas Gerais. A literatura está diretamente ligada, desde então a localidade tornou-se propícia para a análise das mudanças que ocorrem sob os âmbitos: ambiental, social e financeiro.

 

Divulga Escritor - No Romance de 2013, intitulado “Recordar, trazendo de volta ao coração”, há temática, como amizade, sentimentos e também aborto. O que a motivou a escrever sobre estes temas, qual a mensagem que você quer transmitir ao leitor através do enredo que compõe a obra?

Marly Ferreira -  Pretendia escrever a trajetória de vida de minha mãe para deixar em memorial aos meus filhos a excepcional valentia desta mulher guerreira. Como sou mãe de quatro filhas e um filho, havia grande interesse das meninas em ouvir falar sobre a avó que mesmo sendo analfabeta construíra um patrimônio não só financeiro mas a sabedoria que legou a nós. Posteriormente as anotações foram criando volume, pois concomitante ao seu dia a dia havia também o surgimento e desenvolvimento da  cidade de Volta Redonda, na qual ela tinha visto nascer e se transformar do meio rural ao grande polo Industrial. Nesta rotina há a questão da importância de valorizar as coisas pequenas observando os gestos e o sentimento que cada palavra está carregada. Quanto ao aborto é o momento ápice do romance baseado em minha vida real, pois ocorre de fato um fenômeno, constatando que a vida é um milagre principalmente para mim que se não fosse este fator sobrenatural eu não estaria aqui para lhe contar esta história.

 

Divulga Escritor - O livro “Escrito na Pedra com Arte e Tradição” fala de uma artista plástica expressando, em suas telas de pintura, a sua maneira de ver o mundo, e, além disso, a pintora chega a desempenhar o papel de investigadora em um caso de mistério.  Magnífico!  Conte-nos mais.

Marly Ferreira -  Monalisa é uma artista plástica que através de sua arte retrata a vida de forma nua e crua, o que nada a impede que em certos momentos recrie a história através de seu imaginário. É incrível a sua intuição e percepção, pois ao mesmo tempo em que dialoga com a existência de maneira descontraída ela desenvolve o seu dom natural erguendo a bandeira da justiça em prol da causa do fraco e oprimido. Por vezes se sente só na sua jornada mas uma lápide no túmulo de um desconhecido a fazia prosseguir.  A sua arte é a forma de expressão usada para discutir sobre as diversas mazelas da sociedade desde a discriminação de gênero, racial, social, e religiosa no pais. Sem ignorar os conflitos pessoais consegue colocar em pauta os seus planos de ajuda comunitária. Mais tarde Liza encontra um aliado no escritório da Galeria de Artes Roma e  ganha força para lutar contra o poderio do grande empresário Leonardo Villane  e a máfia dos quadros que o envolviam na lavagem de dinheiro, trafico de drogas e pessoas. 

 

Divulga Escritor - A biografia do Senhor Valdemir Micheloni, escrita em “De Lanterninha a Comunicador”, surgiu de uma conversa com ele em uma de suas noites de autógrafo. O que despertou sua atenção, no histórico de vida do biografado?

Marly Ferreira -  A intenção desta biografia e' disseminar a trajetória de vida de um homem de bem que com a sua simplicidade contribui para que haja uma sociedade igualitária, digna e justa. Para mostrar que não é necessário ser doutor ou PHD para prestar socorro ao necessitado. Valdemir nasceu no meado do século XX. Justamente no período em que a cidade de Volta Redonda estava iniciando. Foi menino de rua e superou todos os problemas que um filho de pai alcoólatra pode ter. Através de seu exemplo de determinação e perseverança outros possam ver que é possível construir um mundo melhor.

 

Divulga Escritor - O livro “De Pedra Bonita a Volta Redonda” é um livro biográfico. Qual foi o seu objetivo nessa produção literária?

Marly Ferreira -  Nesta biografia pude trabalhar com outro homem especial cuja vida serve de exemplo para todos. Walmir Vitor nasceu na pequena cidade de Pedra Bonita na zona da mata de Minas Gerais, vindo para a cidade de Volta Redonda já rapaz, e começou trabalhando na construção civil, trabalhou na feira livre, vendeu laranja nas ruas da cidade, mas sempre priorizando o estudos. Seu sucesso vem da carreira na área de contabilidade juntamente com a sua carreira política. Um homem de bem que ao chegar ao poder mostrou-se bem preparado. E humilde e simples jamais se esquece de suas origens.

 

Divulga Escritor - Onde podemos comprar os seus livros?

Marly Ferreira -  - Na Livraria Veredas no Pontual Shopping na Vila Santa Cecília

- Na Livraria Flamingo na Rua São João também em VR.

Compras pelo site www.marlyferreira.com ou no site da editora Garcia Edizione.

 

Divulga Escritor - Como escritora, qual seu ponto de vista sobre o mercado literário no Brasil?

Marly Ferreira -  Estamos caminhando a passos miúdos nesta área, faltam incentivo/investimento, tanto para quem escreve quanto para quem lê. Um investimento arrojado em educação se faz necessário para que o hábito para leitura seja priorizado em todas camada social. Mas sou otimista senão não seria professora.

Acredito que nada e definitivo e a situação tende a melhorar.

 

Divulga Escritor - Em sua opinião o que pode ser feito para ampliar o interesse geral pela literatura na educação?

Marly Ferreira -  Oferecer condições de leitura, isto é, que a criança tenha acesso ao livro não só na biblioteca da escola, mas em todos os lugares onde ela estiver.

 

Divulga Escritor - Escritora Marly Ferreira, estamos chegando ao fim da entrevista. Nossa equipe é muito grata à participação no projeto Divulga Escritor. Qual a mensagem que você deixa para nossos leitores.

Marly Ferreira -  Leia sempre alem de ser saudável cria juízo.

 

Divulgação: Divulga Escritor

Email: divulga@divulgaescritor.com

Site: http://www.divulgaescritor.com/

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor