Quadrinhos, arte sequencial e as narrativas gráficas de Will Eisner - por Maurício Duarte

Quadrinhos, arte sequencial e as narrativas gráficas de Will Eisner - por Maurício Duarte

                Will Eisner, o grande mestre dos quadrinhos, criador do Spirit, também atuou como autor de livros com metodologia própria para escrever e desenhar quadrinhos.  As obras “Quadrinhos & Arte sequencial” e “Narrativas Gráficas” foram realizadas e programadas para profissionais da área e estudantes, mas também para os fãs de quadrinhos. 

            Quadrinhos & Arte Sequencial foi lançado nos EUA em 1985 e, no Brasil, em 1989 pela editora Martins Fontes. O livro aborda a questão de como produzir quadrinhos de forma teórica e prática.  Uma versão revisada foi publicada postumamente (Will Eisner faleceu em janeiro de 2005) nos EUA em 2008.  Os elementos básicos dos quadrinhos, como o requadro, a composição, o “timing” são apresentados de forma lúdica e com amplas ilustrações.

                Já Narrativas Gráficas (2ª. edição, novembro de 2008, Devir Livraria) é um livro singular no que tange à realização de histórias-em-quadrinhos porque trata diretamente do ofício de narrar com imagens.  O livro apresenta trabalhos do autor como exemplos práticos de história em quadrinhos além dos trabalhos de outros grandes nomes do meio como Art Spiegelman, Al Capp, Milton Caniff e Robert Crumb, entre outros.   Abrange todas as etapas da narrativa gráfica até uma visão mais ampla da arte de narrar em quadrinhos.

                Há ainda um livro que foi publicado postumamente, dando fim a trilogia dos métodos de produzir quadrinhos do mestre Eisner, chamada Anatomia Expressiva para Quadrinhos e Narrativas.

                Em Narrativas Gráficas Princípios e Práticas da Lenda dos Quadrinhos, Eisner vem trazendo para os leitores/estudantes/profissionais, uma ampla linha de conceitos desde paralelos históricos com a arte rupestre, falando sobre expressão através de desenhos até o Webcomics ou narrativa gráfica on-line que é a expressão dos quadrinhos na internet.

                A leitura da banda desenhada como um conjunto de leituras visualmente diferentes, mas unidas e interdependentes é um dos conceitos que o autor coloca como processo-chave para o entendimento da linguagem quadrinhográfica.  O papel de cada personagem e sua história e a relação do texto com a imagem são discutidosà exaustão por Will Eisner nessa obra.

                A influência do cinema na leitura dos quadrinhos e vice-versa também é colocada num capítulo de Narrativas Gráficas.  Lá o autor, tece comentários a respeito da sequência cinematográfica nos quadrinhos, quando o romance gráfico simula a técnica do cinema e perde leitura.  Sendo a linguagem dos quadrinhos, propriamente dita, muito mais adequado para o veículo comic.  Portanto, o autor coloca os quadrinhos como arte de linguagem própria, estabelecendo seus mecanismos de narrar sem nada dever à nenhuma outra mídia.

                Além de sua carreira como quadrinista, Eisner ensinou Técnicas de Quadrinhos na Escola de Artes Visuais de Nova York.  Em 1988, a indústria dos quadrinhos, prestou um tributo a Eisner criando o prêmio Will Eisner, prêmio de excelência em quadrinhos, que serve como referência pelo “conjunto da obra” dentro do meio.

 

Publicado em 01/03/2014

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor