Antônio Eustáquio Marciano - Colunista

Antônio Eustáquio Marciano - Colunista
 
Nasci no centro oeste mineiro, Perdigão MG, indo depois para Belo Horizonte, trabalhar no serviço público. Em 1980, vim para Uberlândia, onde trabalhei no Banco do Brasil, até me aposentar em 2007. Daí passei a trabalhar como auditor e perito contábil. A faculdade de Ciências Contábeis, pós graduações na área muito me ajudam no exercício dessas funções. Há alguns anos, após estudar por cinco anos na escola diaconal da diocese, tornei me clérigo católico casado. Posteriormente, cursei o bacharelado em Teologia, com pós graduações nesta área e Ciência da Religião. Sou casado há 34 anos e tenho três filhas. Participei de dois livros (Emoções e Camarinhas de Poesia) e escrevi três: “Talita e Talia: porque os homens matam o amor”, romance religioso, uma releitura do evangelho de Marcos e narrativa de um fenômeno intrigante, do qual fui umas das primeiras testemunhas; “Bico de Pena”, poemas e causos em versos e “Tessalônica, principio de amor”, romance religioso, que sugere a comparação da ética cristã do primeira milênio com a que hoje vivemos.

Email para contato:
 
Publicações:
 
1.    A Inclusão dos Gentios na Sagrada Aliança, segundo São Mateus (artigo científico de graduação)
2.    Entidades Fechadas de Previdência Privada: natureza, objetivos e aspectos contábeis (monografia de pós graduação);
3.    A História da Faculdade Católica de Uberlândia (monografia de pós graduação)
4.    A Carta de Talita (monografia de pós graduação)
Participação em dois livros
1.    Camarinhas de Poesia (poemas)
2.    Emoções (crônicas)
Autor de três livros publicados pela Assis Editora de Uberlândia
1.    Talita e Talia: por que os homens matam o amor (romance religioso, ficção e realidade), 96 pg,
2.    Bico de Pena (poemas) 96 pg
3.    Tessalônica: princípio de amor (romance religioso) 160 pg
Felicidade é ter amigos. 
 
 Link para compra de livros
 
 
 

Antonio Eustáquio Marciano - Colunista

Cão de apartamento - por Antônio Eustáquio Marciano

Cão de apartamento   Tu dizes que que sou teu céu Que em mim não há maldade Que sou teu melhor amigo Te trago felicidade   Se ausentas, manso espero Alegro-me a tua chegada Me dás comida e carinho Minha saúde é bem cuidada   Mas, mesmo tendo amor por ti Meu lugar não é este...

Nossa casa - por Antônio Eustáquio Marciano

NOSSA CASA   Nossa casa era no caminho do outeiro Um morro forte, um largo cascalhado.    Acima, ficava o miolo do povoado, Logo abaixo, um ribeirão de pesqueiro.   Na seca, o sol forte, as pedras, esquentava E a rua tornava-se uma fonte de calor. E a poeira se levantava,...

Decepção virtual - por Antônio Eustáquio Marciano

Decepção virtual   Já se tinha ido mais da metade da noite e eu estava só em meu apartamento. Eu havia acabado de sair do banho, estava limpo e perfumado. A solidão é ruim, não me acostumo com ela. É difícil ficar em casa, só, mudo, ou mesmo dialogando com a televisão. O dia de trabalho fora...

Maria Rita - por Antonio Eustáquio Marciano

Maria Rita          Era manhã de domingo e eu caminhava pela Avenida Augusto de Lima, na capital mineira, praticando uma atividade muito prazerosa para mim. De passagem pela cidade, onde fui participar de um evento cultural, eu estava livre naquela manhã e decidi...

Pindorama, na (pré) visão de Isaias - por Antonio Eustáquio Marciano

 Pindorama, na (pré) visão de Isaias   Ontem, junto com outros, fui a um barzinho comemorar o aniversário de quarenta anos do nosso amigo Jonas. É muito bom estar por perto das amizades verdadeiras. Tenho grande admiração pelo Jonas. Competente profissional, é amigo dos amigos e sempre...

Uma questão de persuasão - por Antonio Eustáquio Marciano

Uma questão de persuasão   Eu já tinha cinco anos e continuava gostando de mamar Bico ou Chupeta, como dizemos hoje, apesar dos insistentes apelos de minha mãe, para que eu deixasse disto. A pobre mulher já não sabia mais o que fazer. Havia cansado de fazer o que muitas pessoas aconselhavam,...

Solidão - por Antonio Eustáquio Marciano

SOLIDÃO   Ao pensar em solidão, voltou a minha mente o que senti logo após o dia primeiro de janeiro, quando o jornal Correio publicou em manchete de primeira página que cinquenta e três pessoas tinham perdido a vida nas estradas de Minas Gerais, nos feriados de fim de ano. Ao ler isto, bateu...

Mulher, sexo frágil? - por Antonio Eustáquio Marciano

  Mulher, sexo frágil?   Nós homens, em geral, somos mais fortes do que a mulher fisicamente. Numa luta corporal, dificilmente perderíamos. Emocionalmente também somos muito mais “duros”. Conseguimos esconder melhor nossos sentimentos e emoções. Homem não chora. Isto ele aprende muito bem...

Livro Tessalonica de nosso colunista Antonio Eustáquio Marciano

TESSALÔNICA, PRINCÍPIO DE AMOR (Romance)   Relação entre Judaismo e Helenismo e os reflexos nos dias de hoje.  À medida que avançamos na leitura da obra nos damos conta de que o que Jesus falou sobre a verdade procede. E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará (João 8:32). Isso...

Talita & Talia: Por que os homens matam o amor? - por Antonio Eustáquio Marciano

TALITA & TALIA: Por que os homens matam o amor? (96 pg 25,00 frete incluso)   No primeiro século da era cristã, Talita conheceu e presenciou os feitos maravilhosos do mestre Jesus, que é o auge do amor de Deus para com os homens. Talita, dotada de um conhecimento histórico, que não...

Livro Bico de Pena - por Antonio Eustáquio Marciano

BICO DE PENA (96 pg 25,00 incluso).           O pano de fundo, e aí a beleza em essência da obra, longe a autobiografia, é a vida do autor que se desvela na narrativa poética, plasmada nas convicções exteriorizadas, nas reminiscências, nos “causos” e anedotas...

Feriado - por Antonio Eustáquio Marciano

Feriado   Hoje é sábado e feriado nacional. Que coincidência terrível! Acordo às seis horas, como de costume. Ligo logo a TV, pois quero ver o noticiário, mas me lembro logo que não há noticiário matinal, pois é sábado. Tento dormir de novo e não consigo. Pego o controle remoto e começo a...

A Virgem Maria - por Antonio Eustáquio Marciano

À VIRGEM MARIA   Minha mãe me dizia, com insistência: Meu filho, jamais, em tua existência, Seja na escura noite, seja no claro dia, Jamais te esqueças de quem, de verdade, Te ama e protege em qualquer realidade: Nossa Mãe do céu, a Virgem Maria.   Mamãe, Deus levou, eu segui minha...

O ladrao - por Antonio Eustaquio Marciano

O LADRÃO   Tranqüilo eu estava em casa Quando, na porta, alguém bateu Ao atender, o sofrido rosto De um estranho apareceu   Apavorado, falou-me “Por favor, me dê guarida Estou sendo perseguido E temo por minha vida   Querem pegar-me porque Uma coisa eu roubei Sou um ladrão que lhe...

Saudades das Gerais - por Antonio Eustaquio Marciano

SAUDADES DAS GERAIS                  Ó Triângulo Mineiro, torrão altaneiro, aqui sou feliz , mas não esqueço das minhas Minas Gerais.               Sobra...

Mulher ao Volante - por Antonio Eustáquio Marciano

MULHER AO VOLANTE   Eu ouvia falar que mulher ao volante Era sempre um perigo constante, Mesmo sem fundamento bastante, Era uma constatação empolgante, E, pra mim, verdade excitante.   O tempo tornou-se um informante: Isto era machismo arrogante. Que ela, criteriosa...

<< 1 | 2

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor