Catavento - por Ione Kadlec

Catavento - por Ione Kadlec

CATAVENTO

 

Menina na janela

Vendo o vento. Vento vendo.

Batendo porta no batente

Faz chorar a janela vazia

Cata o vento! – exclama

Erguendo as mãos de lã para o vento catar.

Para entre os dedos, o vento passar.

Que vento danado, assanhado.

Beija-lhe a face devagar

Esfriando lábios

Assoprando o ar

Expõe o vestido de chita

Muda a fita do cabelo

Tá querendo com a menina namorar

Cata o vento! Catavento, ela diz.

Ele, arredio fecha a porta.

Corre para as árvores

Derrubando folhas, brotos vermelhos cáquis.

Assobiando no mundo distante

Entrelaçado na terra

Feito poeira vermelha

Vai-se embora

Girando cataventos

Cabelos das meninas

Jabuticabas, flor do tempo.

 

Foto: Ilustração Daniel Lourenço

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor