Controle por Adriana Freitas

Controle por Adriana Freitas

CONTROLE 


Nada deveria abalar a minha paz.
Buzinas de carros.
Trânsito congestionado.
Pessoas mal-educadas. 
Nada deveria abalar a minha paz.
Respiro fundo.
Conto até dez.
Depois eu grito.
Falo em desabafo.
E então me equilibro.


Adriana Freitas 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor