Felipe Versati - Entrevistado

Felipe Versati - Entrevistado

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Felipe Versati, paulistano, há mais de oito anos atua com marketing e gestão de marcas. Versati sempre gostou de escrever, e na faculdade pretendia ser redator publicitário, mas seu interesse pelo processo de criação de marca o levou para a carreira de branding. Assim, desenvolveu a escrita, escrevendo para um blog do qual é cofundador, o InfoBranding. Após inúmeros textos técnicos e a publicação de um livro sobre marcas, decidiu desenvolver seu hobby da infância – a literatura – e contar histórias. Desde então já escreveu dois livros literários.

 

“A história envolve todo o dilema de ser homossexual, mesmo em tempos tão modernos; como o personagem Diego se relaciona com os amigos, a família e principalmente seus pais.”

 

Boa Leitura!

 

Escritor Felipe Versati, é um prazer contarmos com a sua participação na Revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que mais o atrai na arte de escrever?

Felipe Versati - Com certeza é o processo de criação. Poder desenvolver toda uma trama, criar personagens... A literatura é uma mistura de raciocínio lógico-matemático com o pensamento lúdico; esse jogo de xadrez mental é muito interessante.

 

Como surgiu inspiração para a escrita de seu livro “As sete cores do arco-íris”?

Felipe Versati - Por meio de um amigo do trabalho. Ele era um rapaz muito engraçado, fazíamos dupla; então passávamos praticamente o dia inteiro juntos. Foram as histórias que ele me contava e o seu jeito espalhafatoso o que me inspirou para escrever o livro. E apesar de ser uma pessoa totalmente do bem, às vezes ele sofria agressões verbais e preconceito pelo fato de ser homossexual. Então comecei a perceber o quanto eles, os homossexuais, precisam ser guerreiros, aguentar firmes certas provocações. Fiquei imaginando todo esse processo e daí surgiu o livro.

 

Apresente-nos a obra.

Felipe Versati - É um drama com um pouco de comédia e uma pitada de ação que fala sobre os dilemas da adolescência, começando pela criação e inserção do indivíduo no grupo (tribo) do qual irá fazer parte na escola; trata do autoconhecimento e de como lidar com os hormônios em desenvolvimento até partir para a sexualidade, autodescoberta e aceitação. A história envolve todo o dilema de ser homossexual, mesmo em tempos tão modernos; como o personagem Diego se relaciona com os amigos, a família e principalmente seus pais.

 

Quais os principais desafios para a escrita desta obra?

Felipe Versati - Com certeza, o tema. Falar sobre homossexualidade ainda é muito difícil, gera muito transtorno e repercussão tanto positiva quanto negativa. Mas está aí, é um romance que tem como protagonista um homossexual; existem milhões de homossexuais no mundo; eles fazem parte do nosso cotidiano. Portanto, já estamos vendo personagens na dramaturgia televisiva, e temos que abordá-los em livros também.

 

Qual o momento que mais o marcou enquanto escrevia “As sete cores do arco-íris”?

Felipe Versati - É difícil precisar, o livro traz lembranças de bons momentos do meu passado, de um bom amigo que tenho, mas que hoje mora em outro país, numa distância considerável e nosso contato é apenas por redes sociais. Escrever essa história me fez rir novamente de piadas feitas por ele que obrigatoriamente tive que dar um jeito de inserir no contexto do livro.

 

Como foi a escolha do título?

Felipe Versati - O livro conta a história de um homossexual, e o arco-íris é dos símbolos dessas pessoas; daí surgiu o título. Pensei ser uma maneira intuitiva, as pessoas irão ler o título e já imaginar que possa ter algum conteúdo representativo desse público.

 

Quem quiser ler, como deve proceder para comprar o livro?

Felipe Versati - Inicialmente pela Amazon:

https://www.amazon.com.br/As-sete-cores-do-arco-%C3%ADris-ebook/dp/B078MMH874/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1515420327&sr=8-1&keywords=As+sete+cores+do+arco-%C3%ADris

 

Além de “As sete cores do arco-íris”, você tem outros livros publicados. Apresente os títulos e segmentos.

Felipe Versati - Sim, meu primeiro livro, que na verdade é uma coletânea de “cases” sobre gestão de marcas, foi escrito em conjunto com outros colegas e se chama “InfoBranding – do boteco ao escritório, práticas de gestão de marcas”. Já o segundo é um conto infantil inspirado num casal de amigos: um espanhol e uma japonesa, o título é “Tali & Fernandes – uma curiosa história de amor”.

 

Quais seus principais objetivos como escritor? Você pensa em publicar novos livros?

Felipe Versati - Meu principal objetivo é inspirar as pessoas, contribuir de alguma forma com a literatura e criar histórias que despertem cada vez mais o interesse pela  leitura e escrita. Para isso, vou continuar escrevendo, estou terminando outro livro e tenho outros em mente; enquanto tiver histórias para contar, continuarei contando.   

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Felipe Versati. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Felipe Versati - Agradeço a oportunidade, espero que os leitores procurem o livro e peço que o leiam sem nenhum tipo de preconceito; tenho certeza que a história ensinará um pouco sobre empatia.

 

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor