Mary Horta - Entrevistada

Mary Horta - Entrevistada

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Elisabete Maria da Conceição Oliveira Horta Manteigas Martins, casada natural de Malanje, Angola, a residir, atualmente, em Cascais. Concluiu o curso geral dos liceus e estudou enfermagem, na Escola Superior de Enfermagem Artur Ravara. Usa o pseudónimo de Mary Horta fazendo parte de vários grupos de poesia sendo comentadora e membro do Solar de poetas. Participou em cerca 16 Antologias e Coletâneas, várias do Solar de Poetas e de outros grupos. Integrou também o livro “O Conto dos Poetas”, do grupo de poesias da Beira Ria, que será publicado em breve.

 

“Nos últimos tempos, a escrita que as pessoas consomem é mais uma escrita virtual e menos uma escrita impressa. Mas acho que devemos pugnar pela manutenção da escrita  impressa, pois dá-nos uma sensação diferente o toque no livro.” 

 

Boa leitura!

 

Escritora Mary Horta, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que mais a encanta nos textos poéticos?

Mary Horta - O que mais me encanta nos textos poéticos, é transportar-me para vivências de sentimentos, que nos emocionam e produzem vários estados de alma.

 

Apresente-nos “Memórias Escritas ao Vento” (sinopse)

Mary Horta – Os poemas que integram este livro são um conjunto de sentimentos que resultaram duma vivência multifacetada que teve o seu início em Angola, na infância e, depois, numa cidade do interior, Castelo Branco, onde estudava num colégio e aí escrevi alguns poemas, com a idade de 12 anos e, finalmente, na Capital Lisboa.

 

Como foi a escolha do título?

Mary Horta - Diria que o título do livro se baseou numa figura poética, em um dos temas do livro, de um poema que se chama “Escrevi em Linhas de Vento” uma imaginação muito minha, porque eu sou um pouco como o vento, gosto de voar e de me dispersar nas memórias por mim vividas.

 

Apresente-nos um dos textos publicados

MAR

Ao mar hei-de voltar, um dia quando morrer

quando o meu corpo trespassado de saudade

e de sofrer, regressar lá onde a maré viva

no horizonte se esfumou...

Viver e morrer em ondas brancas de espuma,

deixar-me levar ao sabor das marés, das nuvens

e do vento.

E, acordar em sonhos vestida de lua

com a minha boca a beijar a tua.

 

Todo texto tem um pedaço do autor, comente sobre o momento de criação deste texto poético.

Mary Horta - Este texto foi escrito para um sarau de poesia e que me transportou para uma vivência poética de que muito gosto que é o mar, uma das minhas grandes inspirações.

 

O lançamento está previsto para que data, horário e local?

Mary Horta - O lançamento está previsto para o dia 24 de Novembro ás 16,30 no Real Palácio Hotel em Lisboa.

 

Quem não puder ir ao lançamento do livro, como fazer para compra da obra?

Mary Horta - Quem não puder estar no lançamento do livro para o comprar poderão contactar-me por mensagem privada por mail , ou poderão contactar também a Editora Modocromia. 

 

Quais os seus próximos projetos literários. Comente sobre o antes e o depois da publicação do livro. O que vem mudando por meio da escrita?

Mary Horta - É com alguma expectativa que aguardo o momento de publicação e lançamento da obra. Os próximos projetos literários serão talvez um livro de pequenos contos e quem sabe, um outro de poesia. Quanto ao que vou sentir depois da publicação do livro neste momento não sei explicar, penso que deve ser uma grande emoção... Aguardo esse momento...

Nos últimos tempos, a escrita que as pessoas consomem é mais uma escrita virtual e menos uma escrita impressa. Mas acho que devemos pugnar pela manutenção da escrita  impressa, pois dá-nos uma sensação diferente o toque no livro. 

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Mary Horta. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Mary Horta - Muito bom ter-me  dado um pouco a conhecer. Agradeço à Revista Divulga Escritor por me ter feito este convite.

A minha mensagem para os leitores é: Leiam mais poesia, prosa ou seja o que for, pois a leitura transforma-nos em pessoas melhores.

 

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor