Percursos - por Adriana Freitas

Percursos - por Adriana Freitas

PERCURSOS

Quando estamos na escola aprendemos que os seres vivos nascem, crescem, se reproduzem e morrem. São essas as etapas da vida. Será que serve para todos os seres? Quais são as certezas da vida? O que está programado? O que irá acontecer?

            Nada é certo. Tudo pode ser mudado a qualquer momento. Nada é predeterminado. Como alguns acreditam na imutabilidade do destino. Podemos mudar o nosso destino. Tudo pode ser alterado, menos a última etapa. Essa não tem jeitinho. Não tem reversão. Sem falar em crenças e ceticismos.

            Nem todos os seres que nascem crescem e nem todos que crescem se reproduzem. Mas a certeza é só uma: se nasceu, vai morrer. Quando? Aí é outra questão. Uns mais cedo, outros bem mais tarde.

            Não há fugas. Escapatórias. Talvez prolongamento. Alguns até antecipam a partida. Conscientes ou não. Fazemos planos. Alguns realizamos, outros não. A vida é única. Bela em sua plenitude. Imprevisível. O que a tornam mais bela. Não teria graça nenhuma se já soubéssemos de tudo.

            Vivamos até o último suspiro. Sem deixar para depois o que poderá ser realizado já. Sem deixar pendências se prolongar. Amar e demonstrar o amor. Perdoar. Se livrar do que faz mal. Alimentar a alma com sentimentos bons. Não sabemos o que iremos encontrar no dia seguinte e muito menos se teremos o dia seguinte.

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor