Quem Dera - por Mirian Menezes de Oliveira

Quem Dera - por Mirian Menezes de Oliveira

QUEM DERA

Por  Mirian Menezes de Oliveira

 

De martelada em martelada...

Distante da grande poesia,

surgem versos, frases rimadas,

despidas da pura magia.

 

Bem longe das rimas limadas,

métrica, rigor e energia,

As palavras “romantizadas”

tornam-se soltas e vadias.

 

Quem dera ser parnasiana,

ou compor poema equivalente,

Dar lugar à poética “insana”...

 

pois quem escreve “nunca” mente!

Ainda que de forma leviana,

pelas letras se faz valente.

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor