Só o Amor Edifica - por Lorena Zago

Só o Amor Edifica  - por Lorena Zago

Só o Amor Edifica!

               Lorena Zago

Quantas vezes a vida nos oportuniza surpresas sem que saibamos ao certo como reagir. Em alguns momentos, deixamos os instintos agir e, sem muito pensar, externamos os sentimentos aflorados naquele momento, por entendermos serem as manifestações mais corretas.

Reflitamos pois, sobre as condutas que poderão nos levar ao extremo, magoando e/ou machucando o nosso próximo.

Antes de julgarmos com, palavras ferinas, sem ao menos sabermos a veracidade dos fatos, façamos uma pausa e ouçamos o nosso interior, dando-lhe a devida atenção, para evitar que o desconforto que nós mesmos criamos em nosso ego, não contamine os seres com quem compartilhamos vivências.

Não apaguemos a luz do próximo, quando a nossa luz está deturpada pelo egoísmo e por limitações de compreensão.

O universo é inteligentíssimo e nos devolve na mesma moeda o bem ou o mal que jogamos no espaço. Além de machucar o nosso irmão, o mal voltará a nós, multiplicado por canais que nem mesmo podemos imaginar. Quando isto acontece, somos pegos de surpresa e acabamos ainda mais expostos e fragilizados.

Se quisermos receber “amor”, então semeemos “amor”. Se quisermos justiça, sejamos justos com o nosso próximo. Ao invés de jogarmos pedras, estendamos as mãos e acolhamos a cada Ser que necessita de um olhar, de um abraço, de uma palavra que enalteça o espírito, a essência.

Amanhã podemos passar por momentos de grande aflição e, como nada acontece por acaso, talvez necessitemos exatamente do acolhimento dos seres que machucamos, magoamos, ferimos com atitudes indesejadas.

Reflitamos, reflitamos muito, antes de proferirmos palavras agressivas, para que não façamos julgamentos abalizados, apoiados em nossa guerra de egos egoístas.

Neste universo somos todos humanos, cada qual com a sua missão. Cuidemos de nossos afazeres para que sejam bem feitos, pois daqui não levaremos nada. Iremos embora exatamente como viemos. A única coisa que poderá evoluir, isto se dermos a ela o devido valor, é a nossa consciência. Caso contrário, estagnaremos no processo e vamos embora vazios.

Afinal, nem Jesus, que foi o maior Psicólogo de todos os tempos, julgou.

Pediu sim, aos seus apóstolos, que atirassem a primeira pedra caso não tivessem pecado. E ninguém atirou!

Façamos uma análise interior e reflitamos profundamente sobre as nossas condutas e, com certeza, encontraremos a resposta para as nossas insatisfações. Não atribuamos aos outros os nossos descontentamentos, mas sim, pratiquemos momentos de harmonia, paz, leveza de espírito, de altruísmo e uma grande dose de amor fraternal!

Só condutas de amor fazem a vida valer a pena!

Lorena Zago

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor