Tal Pai, Tal Filho - por Silva Neto

Tal Pai, Tal Filho - por Silva Neto

TAL PAI, TAL FILHO – Por Silva Neto.

 

PAINHO QUERIDO!                                                 

Passam-se os anos...  

Vislumbro o númeno...  

Tenho-te, incólume o lume... 

                                                                     

Esvai-se o tempo...                                                

Fica o fenomênico...                                              

Guardo-te, no léxico o nume...

 

Passa-se o tempo

E nós, transcendendo...

Nos trâmites de vislumbre astral...

 

Esvaem-se os anos...

E sigo almejando

A tônica de tua fibra moral. 

 

João Paulo de Mendonça Bezerra. (Filho)

 

FILHO QUERIDO!

Passam-se os anos...

Os números atestam...

Do lume o reflexo...

 

Da pedra o argente...

Do mesmo quilate...

De valor sem igual

 

Da árvore o fruto....

Da mesma semente...

De amor paternal...

 

Plantada na gente...

Estigma fulgente...

De nossa fibra moral.

 

João Bezerra da Silva Neto. (Pai)

 

E-mail; João.digicon@gmail.com

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor