A oralidade e o contexto educacional - por Tania Dantas

A oralidade e o contexto educacional - por Tania Dantas

A ORALIDADE E O CONTEXTO EDUCACIONAL

 

                                                                                                                       Tânia Dantas

 

No que diz respeito às práticas linguísticas, os Parâmetros Nacionais Curriculares de Língua Portuguesa - PCNLP,  apontam para a necessidade de se trabalhar a relação fala e escrita, de modo que o aluno possa tomar conhecimento das variantes linguísticas, observando sempre o contexto em que elas ocorrem.

Esse tipo de abordagem é bastante adequado, uma vez ajuda a evitar posturas preconceituosas para com algum tipo de variação linguística, bem como serve para aprimorar o domínio das mesmas por parte dos alunos.

Espera-se que a escola consiga trabalhar a oralidade em uma dimensão mais ampla, distanciando-se da intenção finalística. É necessário que os métodos utilizados em sala de aula contemplem exercícios de escuta e de produção textuais faladas, atentando, sobremaneira, para os aspectos interacionais da oralidade.

Possivelmente, percebam-se aí as intenções de alguns docentes no que concerne à necessidade de se trabalhar metodologias que correspondam às orientações dos PCNLP. A precariedade do ensino, ainda que se lhes apresente como grande empecilho, não pode vetar por completo o seu trabalho docente. O aperfeiçoamento, os cursos de capacitação e a formação continuada tornam-se, neste momento de mudança de orientação de ensino, imprescindíveis.

Surpreende-nos o fato de que, embora passem por problemas de várias naturezas, o docente ainda se considere esperançoso e confiante quanto ao êxito das metas de sua profissão. Quanto à necessidade de se trabalhar a oralidade, percebe-se que este profissional tem ciência da importância da referida modalidade para a formação do indivíduo, bem como para a consumação de seus valores democráticos.

Quanto ao ensino, cada vez mais, deve estar concatenado com o cumprimento e disseminação dos valores humanos. Sendo assim, todo o trabalho do docente deve ter como meta o pleno exercício da cidadania, atentando, sobretudo, para o aprimoramento da criticidade do aluno, que precisa desenvolver-se a fim de enfrentar o mundo que o aguarda. Se os docentes não estiverem devidamente preparados para o trabalho, não poderão contribuir satisfatoriamente para a inserção desses indivíduos nas práticas sociais.

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor