Barbas Escuras - por Maria Estela Ximenes

Barbas Escuras - por Maria Estela Ximenes

BARBAS ESCURAS

 

Quis o instante  que as barbas escuras daquele menino  me fizesse pensar -  Barbas escuras de um menino? Desde quando criança tem barba? Pensar no sono ou no sonho? 

As mesmas barbas escuras pertencentes a um jovem ancião que por acaso, morava  em um castelo ao lado  de um vulcão. Jovem ancião? Castelo próximo a um vulcão? 

Na verdade, as barbas escuras do jovem ancião anteriormente foram doadas  por um tubarão       que nadava  em  rio de águas profundas. 

Tubarão de barbas? Ou barbatanas? Nadava  em rios?

As barbas escuras do menino   eram tão volumosas  que caiam nos pratos de comida e completavam o cardápio da noite. O menino  degustava barbas escuras que modificavam de cor  à medida que eram mastigadas. Barbas escuras  que enfeitavam a face  daquele menino fantasiado de homem.

Barbas escuras que não cessavam de crescer e  viajavam pelo mundo, mas depois voltava a enfeitar a face do menino. Barbas genuínas como um menino. 

E se você achou  estranho o conto, experimente desvendar a vida do menino de barbas escuras.

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor