Joana Rodrigues - Colunista

Joana Rodrigues - Colunista

BIOGRAFIA JOANA RODRIGUES

 

Joana Silva Ramos Rodrigues, nasceu a 5 de Fevereiro de 1947, nas Minas do Lousal, concelho de Grândola, Distrito de Setúbal. Os seus pais eram mineiros, mas cedo ficou sem pai e teve que abandonar os estudos para começar a trabalhar, ajudando sua mãe a criar os irmãos mais novos.

Aos dezoito anos partiu para novos rumos e decidiu fixar-se na Abrunheira, localidade do concelho de Sintra, onde vivia a sua avó materna. Trabalhou na empresa Adreta Plásticos, SA desde os 18 anos até aos 58, idade com que se reformou. A sua infância não lhe permitiu prosseguir os estudos, mas nesta empresa obteve a oportunidade de complementar a sua formação, frequentando vários cursos profissionais com temáticas variadas como: relações publicas, contabilidade, liderança e controle de qualidade entre outros. A sua realização profissional foi conseguida quando assegurou a chefia de um dos departamentos da empresa. Desta fase da sua vida guarda algumas das melhores recordações, marcadas sobretudo pela relação entre funcionários e patronato.

Embora a poesia fosse desde cedo uma atracção para a autora, foi neste ambiente laboral que começou a escrever os versos que fazia, dedicados às suas colegas. Nesta altura percebeu que as quadras em forma de rimas lhe surgiam naturalmente, o que a impulsionou ainda mais a passá-los à forma escrita, nesta fase ainda sob a forma de manuscritos.

Quando se reformou, dedicou o seu tempo livre a explorar as novas tecnologias, o que a levou a publicar os seus poemas na internet. Inicialmente criou o blog Memórias de Joana – Poesia, e uma página no Facebook com o mesmo nome. Estas plataformas impulsionaram a sua interação com outros poetas e blogs especializados. Destacamos a sua colaboração no blog do Solar de Poetas, inicialmente como autora e posteriormente integrando o grupo de administradoras, onde obteve o reconhecimento dos seus pares.

A sua estreia no mundo das publicações surge após um convite para participar na colectânea A Sinfonia do Mar, editado pelo grupo Poetas Poveiros e Amigos da Póvoa em Março de 2013. Pouco depois, decidiu reunir alguns dos seus poemas sobre a forma de livro – Memórias de Joana, publicado em Julho de 2013. Ainda antes do término deste ano de estreias, participou em três publicações de vários autores: Antologia Conto de Poetas, Souespoeta – Colectânea de Poesia e Solar de Poetas Volume I – Antologia de Poesia. O ano de 2014 começa com um registo diferente, com a participação na colectânea Conta essa história outra vez... com um conto infantil. A autora encontra-se ainda a trabalhar noutros projectos: dois livros mais autobiográficos sobre a vida da autora e algumas das experiências mais marcantes porque passou, bem como um livro ilustrado de contos infantis.

 

Blogs da colunista

https://joaninhahistorias.blogspot.pt/

https://memoriasdejoanapoesia.blogspot.pt/

 

Perfil da colunista no Facebook

https://www.facebook.com/joanarodriguesmail

 

Fevereiro de 2014

Joana Rodrigues - Colunista

Dia Mundial Da Poesia - Fado Poético - por Joana Rodrigues

Dia Mundial Da Poesia   FADO POÉTICO   Não fiques indiferente poeta Reza tua Avé-Maria, Que tua vida seja sempre certa E cantes teu fado em poesia,   Hoje quis fazer da poesia meu fado Mas a garganta não deixou, Eu amo a poesia sem ser cantado Porque o fado não me puxou,   Eu...

Mar-a-tona - Mar de Bruma - por Joana Rodrigues

MAR-A-TONA ( MAR DE BRUMA ) Meu Poema Remando pelas memórias Recordando velhas histórias Pelo mar derrotadas, Também se contam vitórias E muitas lutas inglórias Na densa bruma encontradas Mas oh! mar de bruma Em dias que te vestes de espuma Em que cada memória tropeça Quantas vezes...

Alma Gélida - por Joana Rodrigues

ALMA GÉLIDA   Na gélida alma que hoje tenho Um dia bafejada pela sorte Mas quantas vezes eu vi a morte Hoje já nem alma tenho, Nem tão pouco a bafejada sorte   Mas com as agruras da vida Nesta alma um tanto gelada, Estou na terra por Deus prometida Mas já com a alma congelada, Até aos...

A beleza das rugas- por Joana Rodrigues

A BELEZA DAS RUGAS   Olhei para uma amiga De grande beleza Disse que estava linda Ao que achou estranheza Respondeu -me ainda, Mas as rugas? Que rugas amiga! São a sabedoria da vida!   Certo!! foi o que me respondeu, Deixou-me a pensar! e eu? Fui buscar um espelho, Ansiosa, pois meu...

Lisboa em marcha - por Joana Rodrigues

LISBOA EM MARCHA   Lisboa gosto da tua cor Do azul do teu céu Da tua noite de breu Do teu olhar doce e meigo Do teu aconchego, Da tua luz Do brilho que há em ti, Da alegria de um povo Que canta e sorri Quando passa por ti Lisboa Tens nome de mulher E não és uma imagem qualquer És toda bela...

Joaninha e o mel - por Joana Rodrigues

JOANINHA RECORDA A INFÂNCIA   Joaninha e o mel   Certo dia uma menina, de seu nome Joaninha, alegre e bem disposta, comia com mel uma tosta, perguntou curiosa para sua mãe como era feito o mel? pois era tão bom e sabia tão bem sua mãe lhe explicou , já viste os favos de mel ? Joaninha...

Joaninha as Amigas e a Natureza - por Joana Rodrigues

Joaninha As Amigas E A Natureza   Andava a joaninha no campo brincando com as amigas, colhia flores,com as borboletas que esvoaçavam entretanto, fazendo as mais belas piruetas,   Estavam muito felizes ,e comentaram porque não vieram as nossas amigas libelinhas,as abelhinhas,tão queridas e...

Minhas dores meus amores - por Joana Rodrigues

MINHAS DORES MEUS AMORES   Um dia quis escrever sobre o amor Confesso que não conseguia Eu só sabia escrever sobre a dor E a meu lado tinha tanto amor e não via   Tinha um amor de uma vida presente,   Confesso que amei muito, Tinha -mos os filhos ,mas um ausente Mas o amor para mim...

O presépio e a calçada - por Joana Rodrigues

O PRESÉPIO E A CALÇADA   Do meu bairro Para a escola Por esta estrada Caminhava, As bermas, nada eram, Como, as que vi agora, Ao olhar, fiquei deveras Encantada, Como estavam lindas As bermas daquela estrada O presépio obra do povo Onde só na igreja se fazia Hoje vejo tudo de novo, Até a...

As aventuras da Joaninha - 14 de dezembro em Minas de Lousal- Portugal

Nota da Autora :   Sou uma aspirante a poetisa de cariz popular. Conto já com alguns livros editados como "Memórias de Joana" (2013) e "Palavras de Saudade" (2014), bem como  várias participações em diferentes colectâneas e antologias, uma das quais editada no Brasil com contos...

Malvado teu nome - Joana Rodrigues

MALVADO TEU NOME    Hoje ao abrir o facebook Senti que existe tanta tristeza  Malvado cancro,que persiste. Muito pior que a pobreza , Este malvado não desiste.   Pior que sentir no corpo  Eu senti na alma e coração Mais de trinta anos passados E...

Recordar é viver- por Joana Rodrigues

RECORDAR É VIVER Há pouco me disseram Que imaginação eu tinha, Foi porque todos quizeram Ao lerem uma história minha...!! Há um pouco de verdade Nessa minha fértil imaginação , Da professora tenho saudade Que sempre elogiava a redacção..!! Minha professora me dizia Esta miúda tem argumento, As...

Primeira poesia - por Joana Rodrigues

  PRIMEIRA POESIA   (Feliz Aniversário )   Foste minha primeira poesia Feita em letras douradas Nasceste do amor e da alegria As primeiras letras que escrevia, Foram, o nasceres na madrugada- Escrita com lágrimas de alegria Foste a minha poesia tão desejada Começaste com linda...

Chora a saudade - poemas de mim - por Joana Rodrigues

CHORA A SAUDADE   ( POEMAS DE MIM )   Quero ver meus olhos sem tristeza Quero ver aquele brilho que perdi Não mais meus olhos tiveram beleza Saber quem sou, e não porque sofri   Hoje pergunto-me a mim , que sou farrapo Como fiquei ,não foi o que sonhei , Viver ter vida, ser feliz, e...

Poemas de mim - por Joana Rodrigues

POEMAS DE MIM Julguei-me Um poema Quis falar de mim, Tão grande era o tema Esqueci Que eu era assim, De tanto por dizer Não falei Quis escrever Mas triste de mim, Sem nada Querer esquecer Eu esqueci de mim , Nada posso fazer Se não dizer Poemas de mim, JOANA...

Recordo este lugar - por Joana Rodrigues

RECORDO ESTE LUGAR   Quando nesta estação parti não sei se de raiva ou alegria só sei que quando saí saudades na bagagem levaria   Ainda não tinha saído  e meu coração já tremia sabia que de lá saía mas sem saber se voltaria,   Estava no mesmo país mas parecia um mundo...

Futuro - por Joana Rodrigues

FUTURO   Quis  esquecer meu passado tropecei no meu  presente andava tão  desanimado e quis passar  mais adiante, quis  com o futuro  me encontrar mandou-me  voltar ao presente já não sei  com quem falar, porque o passado  não segue em frente o...

Parabéns Shirley Cavalcante - por Joana Rodrigues

PARABÉNS SHIRLEY CAVALCANTE Para uma amiga especial Jornalista de profissão Mulher dos sete ofícios A todos se dedica de coração É inteligente e bem disposta Uma guerreira em ação, Shirley Cavalcante, A amiga de quem se gosta Faz hoje mais um aninho Quero enviar meus parabéns Um Feliz...

Momentos - por Joana Rodrigues

MOMENTOS   Hoje senti Que esvoaçava Pelas nuvens entrava Não sei onde queria ir. Sei que nada me agradava, Eu apenas queria partir Para onde, não sei Foi então que dei comigo Subindo subindo,,que pensei Queres seguir ou voltar, Voltei,mas uma decisão Difícil de tomar,e o coração Esse nem quis...

Nosso Olhar - por Joana Rodrigues

  NOSSO OLHAR   Meus olhos tristes e cansados de olhar o além e o infinito de lágrimas estão  marejados meu olhar já foi bonito, hoje cercado de tristes rugas porque nos olhos também se envelhece onde está a beleza do olhar aquele que jamais se esquece, meu olhar está moribundo de...

Meu nome é Joana Ramos Rodrigues - Acróstico

ACROSTICO ( MEU NOME É JOANA ) J Á escrevi as minhas memórias O bras que jamais pensaria escrever A doro tudo aquilo que faço N ão desperdiço a oportunidade A o escrever vivo o amor e a saudade, R eponho as minhas energias A mor nunca me faltou M eus amores são...

Traumas da Vida - por Joana Rodrigues

TRAUMAS DA VIDA   Quero escrever Aos meus traumas Quero que Desapareçam de vez Quero nadar Em águas calmas Quero que descansem Suas almas E me tirem desta Minha embriaguês   Embriagada  De pensamentos Que saiem Dessimulados, Deixando Alguns fragmentos Onde não...

Respostas que nunca terei - por Joana Rodrigues

RESPOSTAS QUE NUNCA TEREI   Perguntei um dia à vida se sabia o que eu queria pensou que estivesse perdida e disse-me que não sabia,   Perguntei um dia à morte se vivia perto de mim. ela disse-me ,tens tido sorte eu já estive a teu lado sim.   Não tendo as respostas que queria fui...

Alentejana Chapada - por Joana Rodrigues

ALENTEJANA CHAPADA Meu Alentejo dourado por tantos poetas escrito tantas vezes é cantado e está cada vez mais bonito meu Alentejo encantado no meu coração estás escrito Quando visito o Alentejo sou uma moura encantada olhando aquela planície, saí de lá na mocidade mas me sinto tão amada pode ser...

Meus netos - por Joana Rodrigues

Meus netos Na esperança em dias melhores vim escrever o meu poema há dias muito sofredores mas hoje não os quero como tema Quero ver a alegria dos meus netos olhar para eles com muito amor eles são o meu coração de afectos meus netos me afastam de qualquer dor Minha neta uma linda menina por...

Palavras Soltas - por Joana Rodrigues

PALAVRAS SOLTAS Meu poema são palavras soltas Não estou com inspiração. E vou fazendo de orelhas moucas Talvez por falta de imaginação As palavras são muitas, e ideias poucas. Mas tenho que escrever todos os dias Para que sinta meu coração aliviado Não são só em teorias, Minhas mãos...

Salvem as Nossas Palmeiras - por Joana Rodrigues

Salvem As Nossas Palmeiras ( Minas do Lousal )   Este Alentejo que adoro Esta terra onde nasci Com estas lindas palmeiras Porque sempre as conheci, Hoje por elas também choro Neste jardim das palmeiras Muitas recordações ficaram Era um caminho de brincadeiras A caminho da escola...

Avozinhas do Facebook - por Joana Rodrigues

AVOZINHAS DO FACEBOOK   As avozinhas do face Andam por aqui a teclar Já lhes tiraram o passe Com que iam passear, Assim não saem das casas E enganam a solidão Estão com pernas e asas Todas estropiadas, Mas no computador cá estão, São as avozinhas das madrugadas Que dormem até ao meio...

Aos Poetas - por Joana Rodrigues

AOS POETAS Aos poetas que tão bem escrevem, Mas que pelo caminho vão ficando Será porque não se atrevem, A divulgar aquilo que estão amando Ou será que não percebem, Que é uma arte que estão vivenciando Poeta, não tenhas medo, escreve, Tudo que a tua arte desvenda. Pode ser uma poesia pequena e...

Dá-me um sinal - por Joana Rodrigues

DÁ-ME UM SINAL ( TUA MULHER SEMPRE ) Quero ver-te  no meu sonhar quero ter  tua presença quero para  sempre te amar acredito  na minha crença, quero contigo sonhar. Foste um grande  amor na vida tu que amavas  tua mulher, não era preciso  um dia...

De Mulher para Mulher - por Joana Rodrigues

DE MULHER PARA MULHER As lágrimas que senti num poema As palavras sábias de uma mulher Eram uma dor forte aquele tema Eu nem conheço a poetisa sequer Mas de mulher para mulher sofrida Eu senti aquela dor e sofrimento, É uma excelente poetisa, Deixou bem patente esse sentimento. A vida já lhe...

Recordações do Alentejo - por Joana Rodrigues

RECORDAÇÕES DO ALENTEJO   Fiz meu poema ás ceifeiras que grande luta tiveram trabalho de tantas canseiras que muitos nunca quiseram Aos poucos iam saindo da terra para fugir a essa grande labuta capítulo que para uns encerra para outros continuou sempre a luta A mocidade era linda, mas...

Amizade Linda - por Joana Rodrigues

AMIZADE LINDA   Trago na alma a dor Na mente tenho a poesia No coração tenho amor Aos poucos conquisto, alegria, Tenho lindas amizades Que nunca esperei conhecer São de todas as idades, E já não as quero perder Tenho a amizade da Ófelia Amiga que gosto a valer, Linda como uma camélia Já...

Santiago do Cacém - por Joana Rodrigues

Santiago do Cacém   Sempre que de férias seguia passava por esta maravilhosa terra Santiago do Cacém eu via logo ao terminar da serra   Por entre curvas e arvoredos seus caminhos outrora espinhosos sempre escondeu grandes segredos aqueles montes, e vales maravilhosos,   Uma beleza...

Amizades - por Joana Rodrigues

AMIZADES   Para todas as amizades meu poema vou fazer tenho defeitos e qualidades uma,é saber agradecer, Aos amigos que me estão a ler passam pelas minhas memórias faço poemas com prazer e até conto algumas histórias Nos quatro cantos do mundo como é apanágio dizer eu escrevo,o meu...

<< 1 | 2 | 3 >>

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor