Joana Rodrigues - Colunista

Joana Rodrigues - Colunista

BIOGRAFIA JOANA RODRIGUES

 

Joana Silva Ramos Rodrigues, nasceu a 5 de Fevereiro de 1947, nas Minas do Lousal, concelho de Grândola, Distrito de Setúbal. Os seus pais eram mineiros, mas cedo ficou sem pai e teve que abandonar os estudos para começar a trabalhar, ajudando sua mãe a criar os irmãos mais novos.

Aos dezoito anos partiu para novos rumos e decidiu fixar-se na Abrunheira, localidade do concelho de Sintra, onde vivia a sua avó materna. Trabalhou na empresa Adreta Plásticos, SA desde os 18 anos até aos 58, idade com que se reformou. A sua infância não lhe permitiu prosseguir os estudos, mas nesta empresa obteve a oportunidade de complementar a sua formação, frequentando vários cursos profissionais com temáticas variadas como: relações publicas, contabilidade, liderança e controle de qualidade entre outros. A sua realização profissional foi conseguida quando assegurou a chefia de um dos departamentos da empresa. Desta fase da sua vida guarda algumas das melhores recordações, marcadas sobretudo pela relação entre funcionários e patronato.

Embora a poesia fosse desde cedo uma atracção para a autora, foi neste ambiente laboral que começou a escrever os versos que fazia, dedicados às suas colegas. Nesta altura percebeu que as quadras em forma de rimas lhe surgiam naturalmente, o que a impulsionou ainda mais a passá-los à forma escrita, nesta fase ainda sob a forma de manuscritos.

Quando se reformou, dedicou o seu tempo livre a explorar as novas tecnologias, o que a levou a publicar os seus poemas na internet. Inicialmente criou o blog Memórias de Joana – Poesia, e uma página no Facebook com o mesmo nome. Estas plataformas impulsionaram a sua interação com outros poetas e blogs especializados. Destacamos a sua colaboração no blog do Solar de Poetas, inicialmente como autora e posteriormente integrando o grupo de administradoras, onde obteve o reconhecimento dos seus pares.

A sua estreia no mundo das publicações surge após um convite para participar na colectânea A Sinfonia do Mar, editado pelo grupo Poetas Poveiros e Amigos da Póvoa em Março de 2013. Pouco depois, decidiu reunir alguns dos seus poemas sobre a forma de livro – Memórias de Joana, publicado em Julho de 2013. Ainda antes do término deste ano de estreias, participou em três publicações de vários autores: Antologia Conto de Poetas, Souespoeta – Colectânea de Poesia e Solar de Poetas Volume I – Antologia de Poesia. O ano de 2014 começa com um registo diferente, com a participação na colectânea Conta essa história outra vez... com um conto infantil. A autora encontra-se ainda a trabalhar noutros projectos: dois livros mais autobiográficos sobre a vida da autora e algumas das experiências mais marcantes porque passou, bem como um livro ilustrado de contos infantis.

 

Blogs da colunista

https://joaninhahistorias.blogspot.pt/

https://memoriasdejoanapoesia.blogspot.pt/

 

Perfil da colunista no Facebook

https://www.facebook.com/joanarodriguesmail

 

Fevereiro de 2014

Joana Rodrigues - Colunista

Sagrada Familia - por Joana Rodrigues

SAGRADA FAMÍLIA   Sonhei acordada, um sonho lindo, Minha família unida e muito amada Tudo ao meu encontro vinham vindo E nesse encontro todos sorrindo, Era uma família feliz e sagrada, Não sei, se estava acordada, ou dormindo.   Momentos de felicidade que vivi Não sei se a dormir ou...

Parabéns ao Cante Alentejano (Lousal Azinheira dos Barros) - por Joana Rodrigues

PARABÉNS AO CANTE ALENTEJANO (Lousal Azinheira dos Barros) Que orgulho e alegria senti  quando vi esta imagem povo da terra em que eu nasci cantando com tanta coragem A idade não importa,  a sabedoria é muito mais porque dos seus corações brota tantas cantigas e tantos...

Almargem do Bispo - por Joana Rodrigues

ALMARGEM DO BISPO Sintra tem tanto encanto Que bom seria vista por todos Um concelho que é de espanto Aldeias belas e maravilhosas Freguesias verdadeiras janelas Olhando a serra de neblina em pranto Neblina dissipada, e logo vem o brilho Daquela serra encantada , Que em cada canto há um trilho Cada...

Teu talento - por Joana Rodrigues

TEU TALENTO   E mais uma vez pintaste Essa maravilhosa tela, Onde qualquer Lousalense Tem orgulho de olhar para ela Mostraste quanto a terra tu adoras Esses lugares que tanto nos dizem Apanhamos bolotas, e amoras O cheiro do minério a todas as horas Mas nunca deixamos que...

Ao caír da folha - por Joana Rodrigues

AO CAÍR DA FOLHA   (Outono e o Vinho)   Cada estação tem sua beleza e o Outono não é excepção é triste por natureza, mas é no encanto do verão que são as uvas amadurecidas mas colhidas nesta estação fazendo o vinho jus à realeza em que o Outono afasta a tristeza e o bom vinho ele...

A Justiça - por Joana Rodrigues

A JUSTIÇA   Se a justiça fosse justa Muita coisa mudaria Praticar o bem não custa E outro galo cantaria Se a justiça fosse justa Mas que justiça seria !   Há sempre os justos que pagam Pela injustiça de alguns. São os injustos que a estragam E a culpa nunca é de...

Saudade - por Joana Rodrigues

SAUDADE   Não te chamei, porque me persegues? Será que não entendes, ou não consegues Sabes que a palavra saudade vive comigo Não a tornes num castigo vê se percebes.   Mas já falei de ti tantas, e vezes tantas Que nem sei quem procura quem, Se sou eu que, de me...

Cartas de Amor e Saudade - por Joana Rodrigues

CARTAS DE AMOR E SAUDADE   Hoje escrevi muito, e sempre a pensar em ti Uma carta de amor, como aquelas, que tantas escrevi Senti uma tão grande saudade meu amor Como tão grande é a dor que sinto por ti,mas consegui.   Sofrendo em cada dia a tua ausência,e o tempo...

Poesia e amigos - por Joana Rodrigues

POESIA E AMIGOS   Dei férias à poesia Mas ela em casa ficou, Quis dar-me alegria E alguns amigos juntou.   Fiquei contente é verdade São dias para não esquecer, Eu que só vivia a saudade Esquecendo que tinha que viver.   Fui-me perdendo no tempo Em que, para mim nada queria, Com a...

Alentejo - por Joana Rodrigues

ALENTEJO   OH planície Alentejana Que me trazes tanta saudade Eu gosto de ti e tenho vaidade Porque tu és terra soberana,   Eu te considero uma rainha Do Alentejo tenho a vaidade Nasci na terra que chamo minha Mina do Lousal, tenho saudade   Daqui envio meus cumprimentos De longe e...

O sono e o sonho - poema do livro Palavras de Saudade - por Joana Rodrigues

O SONO E O SONHO   Era noite, já quase dia E o sono não chegava Não sei o que seria Mas o sono me abandonava   Será assalto aos pensamentos Que de noite são medonhos Ou será  de tantos tormentos Que já não há sono nem sonhos   Sonhar,  sonhando acordada De sonhos que não...

Ao partir do Alentejo - por Joana Rodrigues

poema do livro Palavras de Saudades AO PARTIR DO ALENTEJO   Quando parti do Alentejo Deixei minha mãe chorando Vim viver para cá do Tejo E para cá eu fui ficando Ao partir trouxe a saudade Que sabia que não me deixava Naquele tempo da linda idade Em que não sabia se ficava Gostei de Sintra de...

Ser mãe - poema do livro Palavras de Saudade da autora Joana Rodrigues

  SER MÃE   Sou parte de ti tu de mim fazes parte nasceste de mim ser mãe é arte... e tu que em mim me despertaste, és minha filha nasceste de mim és minha ilha .... uma ilha onde podes sentir um abraço uma ilha mas nunca deserta.. uma ilha onde para ti não há cansaço há sempre amor de...

Se eu fosse poesia - por Joana Rodrigues

SE EU FOSSE POESIA Se eu fosse uma poesia Gostava de ser Flor, Regada com alegria Onde fosse uma Florbela Deixaria a tristeza e a dor Seria a mais bela flor Perfumada de carinho Colocada em qualquer cantinho Queria ser uma flor, Igualzinha a Florbela Porque no sofrer do coração Tal como ela...

Mãe esta missiva é para ti - por Joana Rodrigues

MÃE ESTA MISSIVA É PARA TI Mãe que saudade tenho de ti Quando no teu ombro chorava E quantas vezes eu vi, Que tambem dos teus olhos Alguma lágrima rolava, Eu chorava mãe, e tu sabes porquê, Quando minha filha perdi Mãe esta missiva é para ti Quero que saibas que nunca te...

Liberdade - por Joana Rodrigues

Liberdade Por onde andas liberdade Que te soltaram um dia Viveste essa felicidade Mas poucos anos de alegria Houve bons e maus momentos Ninguém estava preparado Houve quem passa-se tormentos Mas era um povo desesperado A situação era grave e triste, Porque quem se lembrar da guerra Sabe que ela...

Nosso povo triste - por Joana Rodrigues

NOSSO POVO TRISTE Estão a tocar as badaladas da meia noite Qual Cinderela a correr, são os sinais De um novo dia amanhecer, mas sem luar O que havia de acontecer, que foi bom de mais, O dia vinte e quatro terminou, O vinte e cinco chegou, Era aquele dia, que alguém marcou, Naquele mês de Abril que...

O Adeus de Abril - por Joana Rodrigues

O ADEUS DE ABRIL Já sobre a madrugada eu escrevo Não sei se o devia fazer Quando escrevo não sei se devo Mas eu gosto de escrever Uma certa madrugada inspirou Soldados e superiores E um país quando acordou Havia espingardas cheias de flores Não me recordo se chovia Mas se chovesse eram aguas...

O voo da liberdade - por Joana Rodrigues

O VOO DA LIBERDADE Hoje senti que uma borboleta me perseguia,esvoaçava, brincando, chamando a atenção, pelos caminhos que eu passava tinha na asa, o desenho de coração, parece que comigo comunicava, Até que parei, e essa linda borboleta eu estive muito tempo a contemplar, tinha na sua cor, o...

Joaninha Meditando - por Joana Rodrigues

Joaninha Meditando   Se encontrares Uma joaninha Deixa-a seguir O seu destino, Do seu próprio Caminho,  Não a tentes desviar Poderá ter Como missão Encontrar Outra joaninha, E ela andando sozinha E querendo  Meditar        Mas deixamo-la viver, E quando...

Shirley Cavalcante - por Joana Rodrigues

  Hoje senti brotar amizade De uma flor tão distante Senti com ela alguma tranquilidade Minha  doce Shirley Cavalcante A distância não é a longitude Mas sim a simpatia que nos uniu Teve para os poetas, a bonita atitude Divulgar escritores, que em Portugal,        ...

<< 1 | 2 | 3

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor