Linguagem - Conjunto de práticas interacionais - por Tania Dantas

Linguagem - Conjunto de práticas interacionais - por Tania Dantas

LINGUAGEM: CONJUNTO DE PRÁTICAS INTERACIONAIS

                                                                                                                        Tânia Dantas

 

De acordo com a teoria bakhtiniana, quatro aspectos embasam o dialogismo entre os falantes: o primeiro diz respeito à interação que há entre eles, sendo essa interação o fundamento principal da linguagem; outro aspecto refere-se ao fato de que o significado e o sentido dos enunciados são construídos à medida que a interação ocorre; o terceiro ponto defende que a interlocução, além de fundar a linguagem, é responsável pela construção dos produtores dos enunciados; o último aspecto diz respeito à sociabilidade entre os interlocutores, que pode ocorrer entre sujeito/sujeito e sujeito/sociedade (Barros, 1997). Eis aí a base da teoria de Bakhtin: os enunciados são produzidos em contextos sociais; possuem sempre uma natureza dialógica; concretizam-se a partir da interação entre pessoas.

Na perspectiva de linguagem entendida como um conjunto de práticas interacionais, dialógicas, fundadas e que fundam relações sociais, que se efetuam na forma de enunciados orais e escritos, pressupõe-se sempre  o "outro". A enunciação é tida como lugar de expressão e, mais ainda, de construção de subjetividades, mas seu sentido só se produz em uma relação de alteridade.

Cabe então considerar que toda a formação discursiva de um indivíduo, na verdade, foi construída a partir de experiências discursivas de outrem. Os textos estão, portanto, marcados por inúmeras relações dialógicas. Do mesmo modo se comporta o nosso pensamento, que é alimentado, incessantemente, por pensamentos alheios. Assim, não há uma voz apenas em uma determinada fala, mas, incontáveis vozes, uma polifonia. A linguagem não deve ser entendida apenas como expressão do pensamento, ou enquanto mero instrumento de comunicação, mas sim como forma de (inter)ação entre os homens, levando em conta as condições de produção de um enunciado ou do discurso no processo interlocutivo.

 

Referência:

BARROS, D. L. P. de (Org.). Bakhtin, dialogismo e construção de sentido. Campinas: Editora da Unicamp. 1997.

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor