Noka - Colunista

Noka - Colunista
Noka é o pseudónimo de Inês Almeida, que nasceu em 1977, em terras de Viriato, na linda cidade de Viseu. Ainda pela Beira Alta, em Nelas, cresceu acompanhada pela alegria dos sonhos de criança e a pelas vivências naturais e expectantes da adolescência e juventude. Licenciou-se em Engenharia da Produção e Gestão Industrial, pela Universidade da Beira Interior e alcançou o grau de Mestre no Mestrado de Engenharia de Serviços e Gestão, pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Construiu o seu projecto de vida no Norte, onde vive, em Vila Nova de Famalicão.
Diz que traz a chama das letras na ponta dos dedos e reflecte essa paixão pela escrita na sua página 'Envolve-te comigo', nas redes sociais (www.facebook.com/envolvetecomigo). 
Tem publicações em prosa em diversas colectâneas, mas é na poesia que se destaca, através das chancelas da Papel D’Arroz, Pastelaria Studios Editora, Nós Poetas Editamos, Lua de Marfim Editora, Poesia da Beira Ria, Edições Vieira da Silva, Chiado Editora e Modocromia. 
Lançou em 2016 o seu primeiro livro a solo, intitulado COMIGOS DE MIM, onde mostra que não inventa as palavras, mas que as aconchega de uma maneira, que tão bem caracteriza a sua escrita. E assim promete continuar, na senda poética da vida.
 
 
 

Noka é o pseudónimo de Inês Almeida, que nasceu em 1977, em terras de Viriato, na linda cidade de Viseu. Ainda pela Beira Alta, em Nelas, cresceu acompanhada pela alegria dos sonhos de criança e a pelas vivências naturais e expectantes da adolescência e juventude. Licenciou-se em Engenharia da Produção e Gestão Industrial, pela Universidade da Beira Interior e alcançou o grau de Mestre no Mestrado de Engenharia de Serviços e Gestão, pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Construiu o seu projecto de vida no Norte, onde vive, em Vila Nova de Famalicão.

Diz que traz a chama das letras na ponta dos dedos e reflecte essa paixão pela escrita na sua página 'Envolve-te comigo', nas redes sociais (www.facebook.com/envolvetecomigo). 

Tem publicações em prosa em diversas colectâneas, mas é na poesia que se destaca, através das chancelas da Papel D’Arroz, Pastelaria Studios Editora, Nós Poetas Editamos, Lua de Marfim Editora, Poesia da Beira Ria, Edições Vieira da Silva, Chiado Editora e Modocromia. 

Lançou em 2016 o seu primeiro livro a solo, intitulado COMIGOS DE MIM, onde mostra que não inventa as palavras, mas que as aconchega de uma maneira, que tão bem caracteriza a sua escrita. E assim promete continuar, na senda poética da vida.

 

FACEBOOK (página de poesia)
 
SITE (site das publicações em livros)

 

 

 

Noka - Colunista

Os homens - por Noka

Os Homens   Autores de sentimentos descartáveis Têm em si prazeres mundanos Vontades desmedidas e instáveis Acutilam e são levianos. Cobertos de aparências apetitosas Disfarçam interesses e veleidades São seres de carências falaciosas E de fúteis frivolidades. Ao comando anseiam...

01 de setembro - dia da Música - por Noka

MÚSICA   Irrompes o silêncio que zumbe em minh’alma. Aproximas-te em escolta pelo ápice do teu primeiro andamento. Sinto o teu entoar perto de mim. Ansiando a corpulência que se avizinha a cada compasso. E contigo canto, contigo danço, contigo vivo…   Eu sei que és tu, como um ser único e...

O tempo... - por Noka

O tempo…   Não corro atrás dele Nem ele espera por mim O segredo é caminharmos Juntos, num mesmo compasso Até chegar o seu fim. Abraçados pela vida que nos acompanha Em cadências promissoras Por vezes comprometedoras De que o caminho se faça sempre a subir. Unidos somos mais fortes E...

O ali almejado será aqui vivido - por Noka

O ali almejado será aqui vivido!   Era uma vez uma doce e bela princesa que vivia no Reino da ‘Vida é Bela’, onde nada de bom faltava e tudo que era mau estava afastado por uma ‘bemdição’ dos seus antepassados. Mas a princesa sentia-se entediada pela monotonia dos seus dias e desejava ter uma...

Um dia... acordei para morrer - por Noka

Um dia…acordei para morrer!   Foi nesse dia, em que apenas respirava e o coração batia, que eu acordei! O meu olhar começou a contemplar a maravilha das formas e das cores. As melodias cantadas em tons serenos adocicavam, o meu acordar. Os aromas e os perfumes de tudo que me envolvia passavam...

Gotas unidas - por Noka

Gotas unidas Eis que surge uma gota de água, aquela que caminha pela terra, entre ribeiros e riachos e se encontrando com tantas outras é capaz de percorrer longas distâncias e caminhos sinuosos. Todas juntas conseguem ter a força, que ela sozinha não conseguiria. Sozinha teria secado, teria...

Se me pudesse reescrever - por Noka

Se me pudesse reescrever   Se me pudesse reescrever Todos os capítulos quereria ter. Não mudava vocábulos Não separava palavras Pontuação assertiva e sustentada Por todas as vivências Em mim edificadas. Conservava suspiros Aguentava lágrimas Segurava risadas.   Se me pudesse...

Palavras Nossas - por Noka

Palavras Nossas  As tuas palavras são acordes Doces, meigos Astutos e esperançosos Que me fazem navegar Ao sabor de um sonho delicado Vento quente e matizado Como brisa que corre no mar.   Cada letra minha Faz uma palavra tua Juntas compõem os versos Do poema que me escreves. Como se...

Matemática da vida - por Noka

Matemática da vida   Do zero absoluto nascemos Ao grande infinito regressamos Enquanto isso adequemos Algoritmos aos nossos planos. Sim, há subtracções obrigatórias Todos temos que as fazer É-nos oferecida a vida E mesmo perdendo, devemos viver.   Há nas derivadas da vida Com resultado...

In Vs - por Noka

In Vs   Somos feitos de impetuosas emoções Contraditórias em palavras, actos e acções Barreiras indecifráveis existem entre si  Basta um instante e daqui passamos para ali. Afeição ou Aversão Carinho ou Indiferença Coragem ou Consternação Dedicação ou Displicência. Deleite ou...

Bombom - por Noka

Bombom   Tenho em mim recheio de sentimentos Com coberturas de constante razão Preenchimentos de sabores variados Gozo de alguns favoritos Mas de nenhum consigo abrir mão.   Paladares doces ou adocicados De travo brando ou de pez De prazos por vezes ultrapassados Tornam-se...

Ser feliz por inteiro - por Noka

Ser feliz por inteiro!                    Há breves momentos felizes Em apressados ápices de alegria Curtos instantes displicentes Em pequenos picos de melancolia    Afinal… Nada é permanente! Tudo é...

Não espero mais por ti - por Noka

Não espero mais por ti.   Não espero mais por ti. Reflectiste-me a tua ardente luz Ateaste-me o fogo da paixão Que em ti, depressa se apagou. Transfiguraste-me… …as cores rubras, quentes e vivas, passaram a cinza escura e sofrida. Ardo agora branda e calmamente Como uma brasa fortemente...

Temporal da tua ausencia - por Noka

Temporal da tua ausência   Os teus olhos evocam, o que o teu silêncio ecoa. Os teus braços bramem, o que me ocultas. Acorres a mim com a tua ausência E minh’alma escurece vazia de ti   O temporal aproxima-se no teu eclipse Sinto o detonar de cada relâmpago Que me atordoa a cada passo da...

Marca - por Noka

Marca Nascemos, vivemos e morremos. Apenas ladeados de momentos. De alegria, de tristeza de orgulho, de gratidão de desespero, de entusiasmo de luz e de escuridão. Vivê-los torna-nos humanos. Humanos com sentimentos. Humanos com grandeza de alma. Por isso cunha a tua vida, com a marca do...

O Livro - por Noka

O Livro Não sei se és tu que entras em mim ou se sou eu que te penetro.  Sei que cada palavra tua reflecte na minha alma  a história que me queres contar. Ou talvez seja aquela que eu quero ler.  Tu serás sempre o favorito. Com um lugar muito especial nas minhas...

Amo-te - Noka

AmoTe   AmoTe pelo jeito afoitado de me olhares, como se eu fosse a única gota de água existente no teu céu. Aquela gota que cai na terra e que dá vida à vida. É esse o olhar que vejo, quando olhas para mim. AmoTe  pela forma como dizes as palavras . Como pétalas de diversas flores e...

Vaidade - por Noka

Vaidade   Sonho que sou aquela, a escolhida, Poetisa brilhante em diamante lapidado, Nascem de mim poemas perfeitos da vida, E desta minha poesia farei farto fado!   Sonho que encanto e regalo com primor Aqueles que recebem esta minha herança Mesmo as almas que suspiram grande dor Recebem...

Trago a chama das letras na ponta dos dedos - por Noka

Trago a chama das letras na ponta dos dedos   Trago a chama das letras na ponta dos dedos Que os queima se eu não escrever O meu pensamento conduz a caneta E as letras escrevem-se sem eu querer.   Trago a chama das letras na ponta dos dedos Alimentada por comigos de mim E de outros que...

<< 1 | 2

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor