Tantra - por Alves dos Santos

Tantra - por Alves dos Santos

Tantra

 

Através da porta entreaberta

Um primeiro vislumbre da luz suave e quente

Que emana do interior daquele local de culto

E me atrai sem hesitações

 

Na posição de lótus

Com os cabelos soltos caindo pelas costas desnudadas

A deusa transfigurada mulher

Converte aquele profano chão em sacro altar

 

Pressentindo a minha presença

Aflora um sorriso refletido no seu olhar

Que me transporta para uma nova realidade

Onde espaço e tempo perdem significado

 

E neste hiato temporal

Entrego-me na sua pira sacrificial

Para um ritual purificador

Que desperta todo o meu ser

 E o eleva a um mais alto estado de consciência

 

Alves dos Santos em ‘Poemas de Amor e Outros Labirintos’

Todos os direitos reservados

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor