Último Dia - por Alves dos Santos

Último Dia - por Alves dos Santos

Último Dia

 

Este é o meu tempo presente

Ausente uma linha de coerência

Consequência de decisões conscientes

Várias indecisões

E demasiadas faltas de comparência

 

Ainda assim

Pensando no que podia ter sido

Sem mágoa!

Um sorriso que se solta

Pelas infinitas possibilidades

Que poderia ter escolhido

 

Amanhã uma incógnita

Sonhos à espera de concretizar

Que num momento a Morte irá

Com sarcasmo aniquilar

 

Se soubesse quando Ela me levaria

Que bom sinal seria

Se nada alterasse na rotina

Desse meu último dia

 

Alves dos Santos em ‘Poemas de Amor e Outros Labirintos’

Todos os direitos reservados

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor