Consciência plena - por Maurício Duarte

Consciência plena - por Maurício Duarte

Consciência plena

 

A multidão, a massa, a turba nunca experimenta a consciência plena.  Esta faculdade é reservada aos indivíduos, a cada um, sozinho com Deus.  Por que isto ocorre?

Talvez a resposta a esta pergunta passe pela noção de que a verdade não pode acontecer a todos; a verdade só acontece ao indivíduo, unicamente só, em sua relação com Deus.  O Pai Eterno conhece a cada um pelo nome e em intimidade.  E por isto não podemos falar em salvação coletiva, na maior parte do tempo.  A salvação é ao indivíduo, por cada alma em particular.  Cada pessoa vale mais para Deus do que qualquer animal ou ser vivente no planeta.  Também cada pessoa vale mais para Deus do que um anjo, por exemplo.  Porque tanta violência, morte, crimes, conflitos, guerras?  A consciência plena é muito rara e, felizmente ou infelizmente, o nível de tecnologia que utilizamos é muito alto em comparação com o nível de consciência que experimentamos.  Desse modo, os resultados dessa disparidade só podem ser convulsões sociais, crimes, violência, acidentes, tragédias e guerras em profusão.

Para desenvolver a espiritualidade e criar condições para uma harmonia entre o interior e o exterior seria preciso antes dar valor ao nosso mundo interior.  Não é possível crer que um ativismo inconsequente, um movimento sem reflexão ou mesmo apenas um voluntariado fervoroso irá mudar o mundo.  O mundo exterior é um reflexo do interior e só mudará na medida em que mudarmos o mundo interior de cada um com a iniciativa própria de cada um.  Através desta prática de autocrítica e de análise interior, virá naturalmente o crescimento de uma consciência plena.

Portanto, claramente, voltar-se para dentro é necessário se quisermos modificar nosso destino e descontinuar a roda do samsara.  Só o desenvolvimento da consciência plena pode nos trazer da consciência física para a consciência psíquica e desta para a verdadeira consciência espiritual: a pneumática.

Tal evolução só se dará quando tivermos em pauta a nossa condição de seres que precisam de cura, de salvação espiritual.  Sem o entendimento desta condição nada pode ser feito, porque Deus nos dá o livre arbítrio com o qual temos a liberdade para progredir ou retrogradar na escala da espiritualidade.  Paz e luz.

 

Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor