José Sepúlveda - Colunista

José Sepúlveda - Colunista

José Sepúlveda Nascido em Delães, Vila Nova de Famalicão. Hoje mora em Póvoa de Varzim – Portugal, ex-funcionário Público, amante da literatura, administrador do grupo Solar de Poetas, no facebook, apoia vários projetos literários, organiza e participa com regularidade em Saraus e Tertúlias. Algumas de suas coletâneas: Arca de Quimera, Cantar de Amigo, Exaltação, Intimidades, Auto de Cera Fina, O Canto do Albatroz. Autor do livro: “Meu verso, meu berço, meu poema”, um livro composto por sonetos, que é uma de suas especialidades textuais.

 

https://ocantodoalbatroz.blogspot.pt/

https://www.facebook.com/groups/solardospoetas/

José Sepúlveda - Colunista

Meu Anjo - por José Sepúlveda

Meu Anjo   Seguia calmamente pela estrada E o choque acontecia. De repente Senti ali a morte à minha frente, Que a fútil vida não valia nada...   A viatura, louca, desvairada, Levava o que encontrava à sua frente... E um anjo que não vi, suavemente, Meu rosto no seu ombro...

Carta de Amor - por José Sepulveda

CARTA DE AMOR   Encanto de minha alma, em cada instante Tu nasces e renasces no meu peito. Tu és a minha amada, eterna amante E, envolto nos teus braços, me deleito   Ai, doce companheira, doravante Proclamarei o amor e o respeito Que sinto por te amar e nesse canto Serás no meu jardim o...

Meu Livro - por José Sepúlveda

Meu Livro Tu eras meu refúgio, esse caminho Aonde procurava algum sossego. Buscava o teu conforto, o teu carinho, Levava-te escondido e em segredo. E ao pisar as pedras do caminho, Às vezes me perdia, tinha medo De calcorrear a estrada tão sozinho, Desamparado neste meu degredo. E, quando em minha...

Olhando a Serra - por Jose Sepúlveda

Olhando a Serra   Sentado na varanda, vejo a Serra Na sua imensidão à minha frente E oiço nos silêncios que ela encerra Histórias ancestrais de tanta gente   Pequeno paraíso nesta terra Que faz sonhar… E agora, de repente, Eu sinto-me tão longe dessa guerra Que torna a nossa vida...

Nas asas do falcão - por José Sepúlveda

Nas asas do falcão   Nas asas dum falcão voei bem alto Em busca dum amor que percebi, Meu coração saltou em sobressalto Quando no alto o teu amor senti...   Nas asas do Falcao fiquei voando Na plenitude desse imenso céu E sinto nesse voo puro e brando  O terno desbravar o corpo...

MAR-A-TONA... em poesia - por José Sepúlveda

MAR-À-TONA … em poesia   Os Poetas Poveiros e Amigos da Póvoa vão celebrar o Dia Mundial da Poesia no decorrer do IV Sarau Mar-à-Tona em poesia que vai ter lugar no próximo dia 21 de Março, pelas 21:00, na Biblioteca Diana Bar, na Póvoa de Varzim. O tema eleito para esta edição é: AS CORES DO...

Mar em fúria - por José Sepúlveda

Mar em fúria No cálido fragor da madrugada O mar, esse mar-cão, em seu furor,  Lançou-se em correria desalmada Na praia, enchendo a gesta de pavor... As tenebrosas ondas pela estrada Espalham suas águas num torpor; Depois, qual manta rota, esfarrapada, Esvaem-se na areia, sem...

Espelho - por José Sepúlveda

Espelho   Fixou seu rosto... e olhando além da imagem Que, nua, se prostrava á sua frente Entrou nos olhos seus... E na voragem Do tempo que passou, ficou silente!   Talvez por cobardia (ou sem coragem), Baixou o seu olhar e de repente Um grito se soltou... e na dobragem O espelho...

Lançamento do livro: Folhas Soltas - autora Albertina Correia - por José Sepúlveda

Albertina Correia Abriste o olhar… e vi-me num momento  Levado nma espécie de aventura, Bastou-me desventrar a tua mente E logo desnudei tua alma pura. Risos e risos, nobre sentimento; Tomado num momento de loucura, Imaginei-me a navegar ao vento  Nesse teu mar e a abrir cada talento A...

Laranjal - por José Sepúlveda

Laranjal   Era domingo... A chuva ameaçava Nessa manhã tão fresca e soalheira Mas toda essa amizade convidava A passear por terras da Junqueira   À porta,  a poetisa que aguardava Nossa chegada, alegre, prazenteira E as portas do seu lar nos franqueava Com mil carinhos, pela vez...

Feliz Natal - por Jose Sepulveda

Feliz Natal    Neste Natal, a voz do pensamento Irei lançar ao vento num clamor E tu vais ser o eterno sentimento Que guardarei no peito com amor.    E a luz do teu olhar em movimento, Rasgado pelo tempo e pela dor, Vai ser no nosso eterno firmamento A estrela que irradia luz e...

É Natal - por José Sepúlveda

É Natal   Que frio! Cai a neve lá na aldeia... E os pequeninos correm ao quintal Em busca de pedrinhas e de areia Para o presépio deste seu Natal.   E partem pelo vale, pelo monte, Colhendo musgos, líquen’s, azevinho, À espera que a avozinha venha e conte A história da vaquinha e do...

Natal na minha aldeia - por José Sepúlveda

Natal na minha aldeia Saudades dessa minha eterna aldeia Perdida num recanto, lá no Minho... A natureza as vezes nos premeia Fazendo-nos lembrá-la com carinho Como era bom entrar, a casa cheia, A árvore, os enfeites de azevinho E na lareira o fogo que se ateia Pra dar maior conforto ao nosso...

Estrada da Vida - por José Sepúlveda

pintura da Glória Costa   Estrada da Vida   Caminho nesta estrada sem saída  E encontro nesta tela de repente A tela dos meus sonhos que esta amiga, Depôs com seu carinho à minha frente.   E entrando nessa tela colorida  Que envolve o meu viver num mar...

Na serra - por José Sepúlveda

pintura de Amy Dine   Na serra   Vagueio solitário pela  terra, E cedo alcanço o vale dos perdidos Silencio... tudo é calmo lá na serra... E sento-me a ouvir os seus gemidos                   A águia no seu voo...

Feliz Aniversário, Luís - por José Sepulveda

Feliz Aniversário, Luís   Já vão quarenta anos... Nem parece Que o tempo se passou com tanta pressa O certo, é que o fervor da nossa prece Gerou um belo fruto bem depressa   E agora que esta vida desvanece E o tempo que passou já não regressa Não peças a esse tempo que...

Quarenta e um anos depois - por José Sepulveda

  Quarenta e um anos depois   Quarenta e uma rosas, quanto espinho Tivemos que afastar o ano inteiro Que, às vezes disfarçado de azevinho, Tentava sufocar nosso canteiro...   Quarenta e uma provas de coragem,  De força, de vigor, de confianca  Que no decurso desta atroz...

Teus Olhos - por José Sepúlveda

Teus olhos    Rios de amor descendo p'la colina  Por entre os pedregais e os abrolhos,  Regatos de água pura, cristalina,  Que saltam do verdor desses teus olhos.   E sigo esperançoso, rio acima  Envolto nesse olhar e vou...

Serenidade - por José Sepúlveda

Serenidade   O mar esta sereno… esta acalmia Me traz paz e descanso ao coração E fico olhando o mar a maresia Perdido na penumbra da ilusão.   Ai quem me dera ter sossego um dia Viver a paz imensa que vivi E olhando ao meu redor, ter alegria, Sentir que esta vida me...

Shirley - por José Sepúlveda

Shirley    Essa menina forte bem sabia Que tinha em suas mãos um sonhador Que  com carinhos mil a acaricia E trata com carinho, muito amor   E cada noite, um dia e outro dia, Trazia sempre  algo inovador E nesse frenesim, nessa harmonia Gerou seu filho o Divulga...

Meu Barco - por Jose Sepúlveda

Meu barco   Navego peregrino pela vida Nas ondas mais revoltas deste mar, O medo e a incerteza dão guarida Ao meu estranho e incerto navegar.   E nesta senda louca, vã, perdida, Por entre a multidão, fico a remar Tentando ver ao longe uma saída Que não consigo nunca...

Cor e poesia - por Jose Sepúlveda

Pintura de Adriana Henriques   Cor e poesia   A vida, a cor, estendem-se no espaço Com gestos de pureza e fantasia, São filhos que te saltam do regaço Num cântico de amor e de alegria   Ouço teus gritos, sigo-os passo a passo Até ao infinito e se algum dia O...

Anjo lindo - por José Sepúlveda

  Anjo lindo   Essa menina frágil se estendia Ali na dura palha dum colchão Ao brilho da candeia que insistia Em dar mais luz à sua escuridão.   Rendida ao tempo, ali permanecia Lutando contra a sua condição; Tuberculose, sim, ela sabia Que não havia outra...

Flor do mar - por José Sepúlveda

Flor do mar Ali, no meu jardim a beira-mar, Cruzando essa cortina de neblina, Eu vejo a linda flor desabrochar Nos teus olhinhos lindos de menina E eis-nos de mão dada a passear. Banhando os pés na água cristalina, Co'as ondas num suave murmurar, Cantando o imenso amor que nos anima. Vencidos...

<< 1 | 2 | 3 >>

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor