Maria Tavares - Colunista

Maria Tavares - Colunista

Maria Tavares, nascida 1/1/1946 na cidade da Guarda. Casada com tres filhos 4 netos. Actualmente vivo no Porto. Frequentei a escola Comercial Industrial da Guarda no 5ª ano. Sou funcionaria da PT,  agora aposentada. Escrevo há relativamente pouco tempo e faço-o como hobby.

 

Página da colunista no Facebook

https://www.facebook.com/mariatavares0

 

Fev. 2014

Maria Tavares - Colunista

Beija o meu rosto - por Maria Tavares

BEIJA O MEU ROSTO   Fecho os olhos e vejo as tuas mãos abertas de mansinho, acariciando o desassossego que transforma o meu rosto que morre em vida e renasce na manhã clara... E o sol beija o meu rosto Cansado de tanto sofrer… De repente, anoitece… E a minha dor aquece Na brancura dos lençóis...

Saúdo a vida - por Maria Tavares

SAÚDO A VIDA   Pequeno o cosmos  E eu sou infinito, Saúdo a vida Ao passar pelas estrelas Que adormecem, No sonho do meu grito E ao acordar, Mais parecem sentinelas…   Que agarram  As mãos à minha cruz Mãos que me amparam No caminho desta luz Que aos poucos me...

Amor que se foi - por Maria Tavares

“AMOR QUE SE FOI” Meus poemas meus recados Cheios de um sincero amor Que te serão enviados Com lágrimas, de muita dor. Lembranças de um passado Que ainda reina entre nós Foi um amor tão amado, Um amado amor…vivido a sós Meus poemas são memórias Que levam e trazem meu desejo Guardadores destas...

Brinquei com a Lua - por Maria Tavares

BRINQUEI COM A LUA Ontem á noite enquanto, Por ti …esperava: Com a lua brinquei tanto, Brinquei, brinquei, brincava... Eu escondia-me da lua E ela de mim… Tão divertida e quase nua Envolveu-se de céu e cetim… Alegre e bem-humorada Uma estrela observava e ria… Ria à gargalhada E de quando em vez,...

Calendario - por Maria Tavares

CALENDÁRIO Mais uma folha virada no calendário da vida mais uma folha arrancada da minha vida vivida... Quantas emoções sentidas Neste sentido momento Quantas vidas vividas Com dor e sofrimento... Amanhã como será Sinceramente não sei Só sei que ficará A folha que não virei... Há muita gente...

Desenho em cada amanhecer - por Maria Tavares

Desenho em cada amanhecer os perímetros do teu sorriso a alimentar-me os sonhos ao anoitecer e a devolver-me o paraíso!   Busco a sombra do teu rosto  nas janelas largas do infinito, e nelas vou calar este desgosto  que no meu coração sinto   Maria...

Os Sinos Tocam - por Maria Tavares

OS SINOS TOCAM Mais um natal que passo, longe da minha terra. Os sinos tocam, minha alma  de maneira diferente, que nem eu sei, se o meu coração os sente. Sei apenas que  em mim estão sempre presentes. O espírito de Natal na minha terra tem, todos os dias um Céu igual. A neve cairá...

Meu Amor - por Maria Tavares

"MEU AMOR"   Quero cantar este poema Só para ti, meu amor Para que sirva de dilema Pelo bem e pelo louvor...   Para que exista a esperança A esperança de te querer A esperança nunca cansa  Eu quero por ti morrer...   Talvez eu queira uma utopia Mas se o mundo quisesse meu amor...

Eu sou - por Maria Tavares

EU SOU Eu sou a força do vento a aragem do instante o sol do meu tormento a luz da lua, brilhante. Eu sou a força da vida a loucura e a semente a vontade da partida sou a vida que se sente. Eu a Deus sou muito grata sou grata...grata por tudo da tristeza vou estando farta a vida...

Em mim - por Maria Tavares

Em mim Em mim nada é como retalho  Nem mesmo o que sonhei  São contas do meu rosário  Dum sonho, que, não contei… Nada é natural em mim  Do rosário desfolhei contas Nas contas que até ao fim,  Desfolhei, todas as pontas. Maria...

A primavera chegou - por Maria Tavares

A PRIMAVERA CHEGOU O bailado triste das folhas acabou. Não há mais folhas a cair, nem lagrimas a rolar pelo meu rosto. Caiu a ultima folha da árvore que era a fonte do meu pranto. Cada folha caída era uma lagrima minha. Agora as folhas serenovam. A árvore está a florir porque chegou hoje a...

Deixa-me - por Maria Tavares

DEIXA-ME  Deixa-me oferecer-te  Um ramo de flores…  Deixa-me ler-te Na memória das cores:  Deixa-me sonhar-te Nas tuas dores… Deixa-me olhar-te Em tempos incolores!... Deixa-me abraçar-te Na tarde dos amores Deixa-me chorar-te E sentir os...

Pai! - por Maria Tavares

Pai! Das saudades Fiz uma oração… Oração que brota Do íntimo do meu ser  De tanto te amar Guardei no meu quarto O teu retrato… Muitas vezes te levo a minha saudade em flores… flores que ficam sorrindo  Como se fossem beijos teus Nos meus olhos teus afagos Nos teus...

O destino te trouxe até mim - por Maria Tavares

  O destino te trouxe até mim No céu estava escrito assim  O ter de te encontrar O ter que te amar O sentir o teu gosto O cheiro de te querer O ter-te no pensamento Teus beijos teus carinhos É o que me dá vida  Um amor que me mantem viva Tua alma foi...

Há dias - por Maria Tavares

Há dias  Que não sei sorrir  Minhas lagrimas  Não param de cair  Meus ouvidos deixaram de ouvir  os pássaros cantar Os meus olhos Não olham mais o jardim As gaivotas não voam  Mais para mim  Até as andorinhas  Deixaram de fazer o...

De um punhado de flores - por Maria Tavares

De um punhado de flores  Fiz um raminho de amores Surgiram na Primavera Sobre um Céu colorido De doces e brilhantes cores Como o raminho de amores  Que coloquei no altar No altar da poesia  Onde tudo é amor e fantasia      

Poema dedicado aos filhos: Alvaro, Pedro e Claudia - por Maria Tavares

Este poema é dedicado aos meus filhos Alvaro ,Pedro e Claudia   És fruto  Da minha árvore Eu te semeei Eu te colhi Cordão umbilical Nunca parti Por ti sofri Voei á lua  Agarrei o sol Mergulhei no mar Os cabelos prateei Com raios de luz Novo caminho encontrei Num abraço sentido te...

Sou menina - Sou mulher... - por Maria Tavares

Sou menina Sou mulher Menina quando me enamoro Me enfeito me decoro Embarco no que me faz sonhar No que me faz viver No que me faz amar Um sorriso traquina Um olhar de mulher Sou o que eu quiser Entre a razão e a emoção Num canto de recanto Entre o sim e o não Sonha meu coração Entre o sorriso e a...

As cartas que me escreveste - por Maria Tavares

  As cartas que me escreveste Os beijos que me deste Promessas que fizeste Tudo juntei e atei  Com fio dourado Perfumado Guardei tudo num baú Esse Baú de segredos Também lá moram meus medos Mas Deus que tudo conhece, pôs nos meus lábios a prece! Sempre que eu te beijar é uma canção de...

Corri Jardins - por Maria Tavares

Corri jardins Só de passagem Deixei mensagem Escrita Com eco no vento Para o mundo ouvir Que quero sorrir Quero crescer Quero escolas Para aprender Não quero chorar Nem sofrer Sou criança Sou esperança De um dia viver Num mundo melhor   Página da colunista Maria...

Loucos apaixonados - por Maria Tavares

Somos dois loucos Loucos apaixonados Amantes enamorados Vivemos uma intensa paixão Cheia de preces e desejos Desejos constantes de amar Nossos corpos têem íman Somos os dois fogo terra e mar Onde vagueia a onda do prazer Uma paixão alucinante Num desejo incessante Unimos os nossos corpos Esquecemos...

Por mim me Apaixonei - por Maria Tavares

Por mim me Apaixonei O primeiro encontro foi comigo Comigo que encontrei o meu olhar Me apaixonou no seu falar Todos os dias me sei amar Em dias de sol Em dias de chuva Frio ou calor Vejo o meu olhar E sei me encontrar Pinto uma tela E nela o meu sorriso E a alegria que preciso Para por mim me...

Mãe - por Maria Tavares

Mãe tanto ficou por dizer Nas nossas conversas Tu sempre com as tuas pressas  Com os teus afazeres Pois tinhas que trabalhar Para nada me faltar Eu a caminha do colegio Pela mãe a chorar A freira comigo a ralhar Para me calar Senao me ia castigar Á noite estava contigo Era só um bocadinho D e...

Pomba da Paz - por Maria Tavares

Pomba da PAZ Se fores capaz  Traz-me de volta O que me falta  Que é o amor  Que levou  Meu coração E não mais voltou Preciso dele para amar De quem eu mesmo gostar Mas não sou capaz  Porque um falso amor não mo traz  Escrevi-lhe uma canção Para conquistar seu...

<< 1 | 2 | 3 >>

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor