Panteísmo -por Maurício Duarte

Panteísmo -por Maurício Duarte

Panteísmo

 

Introdução

 

Da palavra Panteísmo nós não temos uma definição fixa. As crenças em maior oposição entre si são chamadas por esse designativo; e os sistemas que pelo julgamento de alguns seriam notoriamente panteístas, são defendidos por outros como sendo compatíveis com as doutrinas reveladas do Cristianismo. A popular definição não coaduna com a etimologia da palavra, Deus é tudo, ou tudo é Deus; mas isso não define nada até que nós saibamos o que é Deus ou o que tudo é. Se o universo é material, levando em conta o senso ordinário, então de acordo com essa definição Deus é matéria ou o que é a mesma coisa, não há Deus; se, pelo outro lado, o universo é espírito, então Deus é espírito e a matéria e o que nós chamamos de matéria é apenas aparência, a imagem ou a sombra do Ser. Desse modo, duas classes de panteístas distinguem uma da outra, totalmente, o material do espiritual. Uma delas é sem um Deus real, a outra possui apenas um mundo fenomenal. Chamar a primeira de qualquer designativo que implique que eles são teístas é uma contradição em termos. A segunda é a classe que é primordialmente entendida como o que nós chamamos de panteístas. Desde que nós não precisamos saber o que é matéria e nem saber o que é espírito, é impossível demonstrar a existência de um apartado da outra, o significado de panteísmo permanece indefinido necessariamente. Entre o panteísmo desses dois tipos de panteístas, que corrobora para a crença de um Deus real e a que corrobora para a crença de um universo material, há uma multitudinária quantidade de visões intermediárias, confirmando mais ou menos uma das duas. É conhecido que a mente será eternamente associada com a matéria e, desse modo, a relação entre Deus e o universo pode corresponder àquela da alma humana com o corpo humano. É novamente conhecido que a matéria é a mera manifestação externa da mente, tomando a realidade apenas como sua conexão com a mente; ou há uma realidade para cada mente e a mente é ambas, sendo as duas nada além de manifestações e a realidade será esse tudo que é idêntico a Deus. A questão do Panteísmo será melhor discutida depois de examinarmos as crenças que tem sido chamadas de panteístas.

 

Livre Tradução do escritor e artista visual Mauricio Duarte (Divyam Anuragi) do livro Pantheism and Christianity . John Hunt . 1884 . Introdução

 

Visite o site Panteísmo e Cristandade com todos os textos traduzidos: https://sites.google.com/site/pantheismandchristianity/home

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor