Vida digital X Vida espiritual - por Maurício Duarte

Vida digital X Vida espiritual - por Maurício Duarte

Vida digital X Vida espiritual

 

O dia-a-dia não deixa espaço para uma vida espiritual, muitas vezes, e somos levados de rede social em rede social ou de aplicativo em aplicativo sem maiores meditações ou contemplações...  A vida digital com suas garras e tentáculos invade o cotidiano de todos de forma avassaladora...

O último bam-bam-bam da rede é o Whatsapp, que de novidade passou a “necessidade básica” em pouquíssimo tempo.  A ponto de que quando a justiça bloqueia o aplicativo em território nacional, por decisões judiciais; muitos se sentem praticamente nus, sem a praticidade do serviço.  O que é realmente necessidade básica para você? Ter ou ser?  Fazer ou estar?  Se a resposta for “ter” e “fazer”, o Whatsapp é muito útil e, até pode ser, com justiça, uma necessidade básica.  Mas há outras prioridades na vida espiritual...

Quando pensamos em nosso guia interior, ou voz interior ou anjo da guarda, sejam quais forem nossas convicções religiosas ou de espiritualidade, pensamos que este guia, esta voz ou este anjo é um conosco em qualquer atividade, em qualquer situação.  Porém não é assim.  As pessoas com alguma desordem mental estão fragmentadas: o ego diz uma coisa, o corpo diz outra e acabam fazendo uma terceira coisa.  “Ser” é importante e fundamental para a vida espiritual por que é uma dimensão completamente diferente da dimensão que a maioria das pessoas está acostumada no mundo contemporâneo de consumismo desenfreado.  E a maioria, 99,9% das pessoas, tem algum nível de desordem mental.  Essa desordem influencia, é claro, na espiritualidade...

“Ser” pressupõe que damos atenção ao nosso mundo interior com compaixão.  Temos compaixão de nós mesmos, nos consideramos como seres humanos e espirituais.  Logicamente, a consideração atenta e cônscia do mundo interior e a pausa do mundo externo, traz consequências muito mais positivas do que a consideração do mundo externo para a espiritualidade.  Porque Deus nos fala individualmente, Ele nos conhece profundamente e sabe que precisamos deste tempo de descoberta interior...

“Estar” é o primeiro passo.  Estar no lugar onde se está realmente, se se está no campo, está sentindo todos os cheiros, ar puro e sensações do campo.  Se se está na praia, todas as marolas do mar, a maresia e o céu azul.  A tecnologia dá prolongamentos aos nossos braços, mãos e mentes e isto é útil em grande parte das nossas necessidades, mas não é útil quando precisamos estar no lugar real – e não virtual – em que estamos.  Sendo assim, experimente estar cônscio totalmente do lugar onde você está agora.  Sinta sua respiração.  Há tensão nela?  É entrecortada? É normal?  É natural?  Sinta o momento em plenitude...

O mundo digital veio para trazer rapidez, agilidade, potencialidade e comodidade ao nosso cotidiano e traz tudo isto, efetivamente.  Mas o homem e a mulher contemporâneos – ou de qualquer outro período histórico – não vivem só disso.  Precisamos considerar nossa alma, nosso espírito como partes integrantes e integradoras da nossa vida, fora de um pragmatismo exacerbado.  Esteja consciente disto.  Paz e luz.

Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)

 

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor