Maria Estela Ximenes - Colunista

Maria Estela Ximenes - Colunista

Maria Estela Ximenes desde pequena soube que queria a sua vida cercada de livros. Na adolescência, iniciou a sua carreira profissional na área da Educação, fez Magistério, graduou-se em História e Pós-graduação em Gestão do Processo Ensino Educação. Atualmente é professora da Prefeitura de São Paulo, onde exerce dois cargos. É nas horas livres que o contato com os livros se efetiva de maneira particular e especial; são inúmeras páginas percorridas por seu olhar, páginas singulares, capazes de   estimular a imaginação. É sob a influência da imaginação  que ela  escreve, sobretudo crônicas, gênero interessante. Escreve para sites, antologias, é autora do livro um Pindaíba nunca está sozinho, e já vislumbra a publicação de outro, porque os livros e a escrita não são mera opção em sua vida, mas essenciais.   

 

Clique no livro para compra

 

 

 

Fev. 2014

Maria Estela Ximenes - Colunista

Pipas e férias escolares - por Maria Estela Ximenes

PIPAS E FÉRIAS ESCOLARES   Sai da rua menino, não vê os carros passando? Já falei com  você que não vai passar as férias escolares empinando pipas, é perigoso. Você viu na televisão, um motoqueiro  teve o pescoço cortado com cerol, morreu sangrando. Arrume outra brincadeira menos...

Alguém - por Maria Estela Ximenes

ALGUÉM          - Você sabe com quem está falando?        Olhei discretamente para o dono da voz,  não conhecia a pessoa que gesticulava com a voz estridente para  o interlocutor. Pensei que fosse uma celebridade, um...

Turbilhão - por Maria Estela Ximenes

TURBILHÃO   Não custa  registrar  as   inquietações do cotidiano. Escrever no papel   aborrecimentos ocorridos nos lares, no trabalho ou  na  esquina. Insistir na escrita de  uma mágoa  recente ou antiga. Adotar os  conflitos, escrevendo...

Mãe - por Maria Estela Ximenes

Mãe é o mais profundo sentimento: o sorriso mais amplo, o abraço mais apertado, a lágrima mais quente. É um pedaço da gente, filha e filho. Quando está ausente, deixa uma ferida impossível de cicatrizar, Mas quando está presente, é o melhor aconchego... Mãe é TUDO.   Publicado em 10/05/2014

Um colo ou um abraço - por Maria Estela Ximenes

UM COLO OU UM ABRAÇO   Dias desses,  uma cena prendeu a minha  atenção. Uma criança de uns dois anos chorava copiosamente e gritava para a sua mãe pedindo colo; todos que estavam na loja ouviam o pedido desesperado. Um colo, certamente acompanhado de um abraço apertado. Um gesto...

Cliente insastifeito - por Maria Estela Ximenes

CLIENTE INSATISFEITO   No restaurante, o homem almoçava quando vê um fio de cabelo em seu prato. Indignado, faz um sinal para o garçom: - O que significa isto? – perguntou apontando o cabelo no  prato. - Perdão senhor, substituiremos imediatamente o seu prato – disse o garçom. - Me recuso...

DEVO, NãO NEGO - por Maria Estela Ximenes

DEVO, NÃO NEGO   - O senhor está dizendo que não é um caloteiro? - Caloteiro não, devedor. - E qual a diferença? Ambos definem o indivíduo que não está em dia com as suas contas. - É simples, caloteiro é aquele que deve sem a intenção de pagar, o que não é o meu caso. - O senhor está me...

Consumidor - por Maria Estela Ximenes

Dia 15 de março é o dia do consumidor. No dia do consumidor, algum homem consome litros de bebidas baratas em bares imundos; suga pastas de hortelã para ludibriar a mulher do cheiro de cigarros que prometeu deixar de consumir. Faltou no serviço porque foi a um churrasco consumir carnes de aparência...

A Mordida do Leão - por Maria Estela Ximenes

  Você já viu um leão hodierno? Designado para representar o Imposto de Renda? A fera era curiosa; esgueirou-se de seu habitat natural e inaugurou suas pegadas no asfalto poluído  da metrópole. Ignorou o recuo dos transeuntes. Faminto, fuçou o lixo espalhado na rua e devorou restos de...

A vista ou a prazo? - por Maria Estela Ximenes

  Ele entrou  na loja de móveis com ar de quem queria gastar – cobiçou a cama de casal e o sofá, apalpou o bolso como se estivesse mimando a fartura. Perguntou o valor de ambos e concluiu que poderia comprar somente  a cama. Pensou que o ideal seria pagar à vista, sair da loja com a...

Um pindaíba nunca está sozinho - por Maria Estela Ximenes

  Popularmente, é dito que uma pessoa está na pindaíba quando se encontra sem recursos, impossibilitada de honrar as suas dívidas, No entanto, pouco se fala sobre a planta Pindaíba que habita regiões de matas e em nada se assemelha com indivíduo na condição de pindaíba. Enquanto a planta medra...

<< 1 | 2 | 3 | 4

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor